Todo mundo certamente já passou pela grande dúvida que as quatro formas de escrevermos porquê em português geram. Pode ser por que (separado e sem acento), porque (junto e sem acento), por quê (separado e com acento) e, finalmente, porquê (junto e com acento).

Mas já tem algum tempo que, sempre que eu preciso escrever um texto ou preparar um trabalho, acabo recorrendo à uma tira de quadrinhos do personagem Armandinho, criado pelo ilustrador Alexandre Beck.

Essa tira é tão perfeita que pensei em compartilhar aqui, para que assim, não apenas eu, mas outras pessoas que também tenham essa dúvida possam encontrar a resposta mais facilmente.

Até que a mania de porguntar por que? das crianças pode ser útil 🙂

Ah… e mais recentemente, acabei encontrando uma outra tira de quadrinhos, desta vez do ilustrador Jean Galvão, onde o tema também são as variações de escrita da palavra.

Embora eu ache o conteúdo da primeira tira mais limpo e direto, pensei em também compartilhar essa segunda tira aqui, já que diversão pra fixar conceitos nunca é demais, né?

Então ai vai:

Acertando o uso dos porquês… meio que sem querer 🙂