O avô, o neto e o burro... e as críticas

Escrito em 24/11/2019 6 minutos de leitura

Certamente, se você vive entre os seres humanos, já deve ter recebido alguma crítica que considerou injusta, ou mesmo maldosa.

Por isso eu resolvi compartilhar esta versão1 da conhecida fábula de Esopo:

O avô, o neto e o burro

O avô e seu neto iam ao mercado para vender seu burro.

Enquanto eles andavam pela estrada, iam a pé ao lado do burro. Então um camponês passou por eles e disse: “Seus tolos, para que mais serve um burro, senão para que se ande por aí em cima dele?”.

Então o avô montou o neto no burro e eles continuaram seu caminho até o mercado. Mas não demorou muito e cruzaram o caminho de um grupo de homens, e um deles disse: “Mas vejam só que menino mais preguiçoso! Deixa seu avô caminhar enquanto ele vai montado no burro!”.

Então o avô mandou que o neto desmontasse do burro e subiu no animal ele mesmo. Só que eles não tinham ido muito mais longe quando avistaram duas mulheres, sendo que quando passaram por elas, uma comentou: “Ora! Que velho mais sem vergonha! Deixando seu pobre netinho a pé, enquanto vai por aí todo folgado, montado nesse burro!”.

Desta vez o avô não soube imediatamente o que fazer. Porém, finalmente resolveu montar o neto à sua frente, e então recomeçaram o caminho para o mercado, os dois montados no burro.

Àquela altura, os três haviam chegado à cidade, e todos os que passavam por eles gesticulavam muito e apontavam os dedos em sua direção. Tanto que o avô parou o burro e perguntou o que tanto tinham visto para apontar-lhes as mãos.

“Vocês dois não tem vergonha de sobrecarregar com tanto peso um pobre burro como esse?”, responderam alguns deles.

O avô e seu neto então desmontaram do burro, e tentaram pra valer pensar no que podiam fazer. Depois de muito tempo tiveram a ideia de cortar uma vara, amarraram as patas do burro nela e ergueram a vara até seus ombros para carregar o animal.

Enquanto andavam, não puderam deixar de perceber as gargalhadas de todos que encontravam. Até que finalmente chegaram até a Ponte do Mercado, onde uma das patas do burro acabou se soltando da amarração na vara, e o animal, livre para tentar dar um coice, fez com que o neto derrubasse seu lado da vara.

Com todo o esforço feito, o pobre burro caiu da ponte dentro do rio e, com suas patas amarradas como estavam, o animal acabou se afogando.

A moral da história? Aquele que tenta agradar a todos, acaba não agradando ninguém.

Seja com a finalidade de seguir seus pares, buscar uma melhoria na carreira ou agir dessa ou daquela maneira, que atire a primeira pedra quem nunca tentou ganhar a aprovação dos outros: como eu disse, se você vive entre os seres humanos, de certa forma implora por aceitação social para se assegurar de que está fazendo a coisa certa.

Só que não importa a decisão que você tome, sempre haverá alguém em algum lugar, com uma opinião a respeito: podem questionar seus motivos, seu raciocínio ou se prenderem em um detalhezinho aqui ou ali. Pode ser até que elevem esse detalhezinho a um patamar fora de proporção!

Se você não estiver pronto para lidar com as críticas, elas vão minar você pouco a pouco. É por isso que precisamos saber como lidar com elas. A seguir, compartilho alguns pontos que podem ajudar, baseados em leituras e aprendizados pessoais:

Filtre o barulho

Separe o que diz alguém que você mal conhece daquilo que dizem as pessoas que são próximas de você, quer no âmbito familiar ou profissional.

Quem não conhece você pode estar fazendo uma crítica porque isso faz com que essa pessoa simplesmente se sinta melhor, ou porque ela simplesmente não entende o que você faz, qual seu trabalho ou objetivo.

Agora, pense que quem conhece e convive com você pode estar querendo te dar um feedback por estar preocupado pelo seu bem estar. Mesmo que o feedback ou a sugestão não seja aplicável, sempre vale a pena ouvir o que a pessoa tem a dizer, pois seus conhecimentos e experiências são valiosas e podem simplesmente trazer boas sacadas.

Pare de levar para o pessoal

Não importa de onde venha, algumas pessoas têm o hábito de levar toda crítica que escutam para o lado pessoal: mesmo que esteja ouvindo só elogios e feedbacks positivos, estas pessoas só precisam de um comentário negativo para ficarem em dúvida.

Pergunte a si mesmo: A pessoa é relevante dentro do contexto do que eu estou tentando fazer? Será que está mesmo preocupada e sabe do que estou fazendo ou é só alguém com uma opinião?

Responda às críticas adequadamente

Existem chances bem grandes de que, se você tentar convencer alguém de que a pessoa está errada, mesmo que mostre as evidências por trás do seu argumento, não vai conseguir nada, exceto cansaço e frustração.

Ao invés disso, agradeça a pessoa por compartilhar sua opinião e peça a ela para explicar seu ponto de vista, se desejar. Ou, se for alguém que não seja familiar, ignore.

Pode não ter a ver com você

Já passou pela sua cabeça que a pessoa que está criticando você pode não estar num dia bom, ou pode estar passando por dificuldades com algum aspecto em que considera que você seja melhor?

Pode até ser que essa pessoa seja uma daquelas que adoram ser do contra simplesmente por gostarem de ser do contra, e até mesmo que tenha te escolhido como alvo para liberar as emoções.

Veja o todo, o cenário mais amplo. Quem sabe vocês conversem um pouco melhor e acabem falando de carreira ou planos futuros, e até se aproximem depois disso.

E mantenha o olho na estrada

Mantenha-se focado na estrada, como o avô e seu neto estavam, no começo da fábula. Assim como eles, vamos encontrar muita gente pelo caminho - alguns te incentivam, outros não dizem nada e outros, ainda, vão tentar te colocar pra baixo.

Só que as pessoas prestam atenção no que você está fazendo só por uma fração de segundo: afinal, precisam continuar seu próprio caminho, e não terão que enfrentar as consequências do que disseram, deixando essa parte toda pra você.

Da próxima vez que estiver indo ao mercado caminhando na estrada, pense se vai querer ouvir todo mundo que estiver passando, ou se vai dar ouvidos apenas àquilo que for razoável e te fizer crescer.


  1. Tradução e adaptação livres que fiz a partir do texto encontrado aqui em 21/11/2019.
comments powered by Disqus