Dê adeus aos seus comprovantes de votação

Escrito em 20/08/2018 2 minutos de leitura
Nota
Esta é uma versão atualizada do texto que eu publiquei na antiga versão do meu site, em 14/09/2010. Nela, os endereços de todos os links foram revisados para que a informação continue sendo útil.

Você já se deu conta de quantos comprovantes eleitorais já guardou, desde que começou a votar?

Estas pequenas tirinhas de papel são muito importantes na hora de emitir documentos como passaporte e carteira de trabalho, e também quando queremos nos matricular na faculdade, por exemplo. Assim sendo, meus comprovantes andam lado a lado com o título de eleitor, presos por um clipe de papel.

Quantos, hein?

Acontece que existem tantos comprovantes anexos ao meu título que o pobre pedaço de metal vez por outra precisa ser trocado por um novo — até que este novo também se desfaça, e assim por diante. Em resumo: É uma agonia terrível ter que guardar os comprovantes de nossos exercícios de democracia pregressos.

Mas a agonia não precisa continuar: Que tal trocar toda uma pilha de comprovantes — quem sabe, até, contribuindo para um futuro mais sustentável, ao reciclá-los — por uma única folha de papel? Felizmente, isso é possível, graças a um documento chamado Certidão de quitação eleitoral.

Disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral, a certidão não tem custo, e pode ser impressa diretamente do conforto de sua residência (ou até mesmo convertida em PDF, para que possa ser devidamente enviada por e-mail sempre que solicitada por alguém). Para conseguir o documento, no entanto, é preciso ter o número do título de eleitor em mãos — se você não o tem, ou não lembra de cabeça (quem lembraria, afinal?), pode consultar o número através de seu nome e data de nascimento.

Também será necessário não ter pendências com a Justiça Eleitoral — mas, se você as tiver, precisará comparecer pessoalmente ao Cartório Eleitoral de seu domicílio de votação para saber como regularizar sua situação.

comments powered by Disqus