em Etc

A incrível história do professor africano que ensina informática… num quadro negro!

Estava assistindo à edição de ontem do Telediario, telejornal da RTVE, como mais um dos meus esforços para aprender espanhol, quando me deparei com uma situação que me fez ter certeza de que a capacidade que os seres humanos têm de superar dificuldades nunca deve ser subestimada.

Richard Appiah Akoto é um professor de 33 anos que leciona Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) no Betenase M/A Junior High School da cidade de Sekyedomase, em Gana, uma escola que não tem um computador sequer, ainda que, naquele país, desde 2011, as crianças entre 14 e 15 anos de idade devam ser aprovadas em um exame nacional sem os quais não poderão ingressar na faculdade, onde TIC é uma das matérias.

Richard virou sensação mundial quando postou fotos de si próprio desenhando em um quadro negro, com giz colorido, todas as características de uma janela do processador de textos Word, da Microsoft.

Eu tive que capturar a reportagem em vídeo, só para deixá-la registrada aqui, pois é uma atitude realmente vinda de alguém altruísta ao extremo. Vejam:

A reportagem cita uma empresária africana, Rebecca Enonchong,  que viu as fotos de Richard na internet e se sensibilizou, tweetando para o braço africano da Microsoft, chamando a atenção da empresa quanto ao fato:

Obviamente, o pessoal da Microsoft não deixaria de responder, e, para a escola onde Richard leciona, isso foi uma boa coisa — embora pudesse ter sido um pouco melhor: a empresa vai ceder um computador aos africanos, para que possam usar o recurso apropriado em seu aprendizado.

Um excelente exemplo do que pode fazer um pouquinho de boa vontade entre aqueles que podem dar uma ajuda.

 

Escreva um comentário

Comentário