em Web

As novidades no Google Translate

O  Google Translate, que talvez seja pouco popular entre a maioria dos internautas convencionais, mas que eu considero uma verdadeira mão na roda — principalmente se estiver traduzindo alguma coisa que não esteja em inglês para o português —, ganhou características que o transformaram em uma ferramenta de tradução em tempo real.

Hoje, ao visitar o serviço, percebi que as palavras digitadas por mim iam surgindo, já traduzidas,   medida em que eram escritas, e me lembrei imediatamente do que era feito com uma extensão chamada Rosyquase no final da demonstração do Google Wave (lembram-se? “Rosy is a robot that very kindly translates on typing“), onde a idéia era melhorar a produtividade e o trabalho entre equipes que dominem idiomas nativos distintos.

Obviamente, traduções mais simples são, bem… mais simples. Aliás, caso você esteja traduzindo de qualquer idioma para o inglês, o link para um arquivo de áudio aparece ao lado do resultado processado, de forma que você também possa ouvir a tradução.

Os brasileiros e o futebol...

Um recurso interessante é a possibilidade de deixar que o Translate detecte o idioma original, como exibido na imagem a seguir, que também ilustra que textos mais elaborados podem estar sujeitos a pequenas variações:

Flashforward, anyone?

Ainda que estas pequenas variações estejam de fato presentes, eu sei o quanto é complicado  encontrar um algoritmo que traduza impecavelmente entre os diferentes idiomas — em tempo, pelo que me consta, isso (aindanão existe, e  só posso dizer que tiro o chapéu pra essa nova versão do Translate.

Escreva um comentário

Comentário