em Nerd

iSaw, a serra USB

É verdade que todos os dias surgem os mais diversos tipos de gadgets ao redor do mundo. No entanto, também é verdade que ninguém jamais imaginaria que uma motoserra — do tamanho de um teclado — pudesse ser ligada ao computador, para que fosse recarregada através de uma porta USB 2.0.

Pois bem, eis o vídeo de demonstração da i.Saw, a primeira do gênero que garante realizar tal feito:

O produto, que começou a ser anunciado esta semana através de seu site oficial pela bagatela de US$ 59,95, chamou a atenção não apenas de sites especializados como o Gizmodo, mas também do site de notícias brasileiro G1:

i.Saw no G1

Tudo, no entanto, não passou de uma bela brincadeira, como acabou esclarecendo posteriormente o próprio pessoal do Gizmodo. O intuito de seus idealizadores era despertar nas pessoas um pouco mais de consciência ecológica. Todos os interessados no produto na verdade receberam mensagens de e-mail com o seguinte conteúdo:

Hello.

We love that you liked the i.Saw enough to pre-order.

Truth is, you already own a chainsaw. Your keyboard.

Help save more trees by cutting down on unnecessary printing. Download PaperCut, a free application that plays the sound of a chainsaw each time you press Ctrl-P.

Available for Mac and PC.

Thanks for the support. Help spread the buzz, if you will 🙂

PaperCut Team
(formerly known as i.Saw Team)

Ao acessar o site do PaperCut, você é convidado a baixar um programa, disponível para Windows e Mac, que imita o som de uma motoserra todas as vezes em que você decide imprimir alguma coisa.

Site do PaperCut

Eu, que há tempos imprimo tudo o que gero aqui em casa apenas em formato PDF, achei a brincadeira extremamente interessante, porquê mexe com um lado das pessoas — aquele, que todos tem em maior ou menor grau, relacionado ao interesse pela tecnologia — para transmitir algo totalmente diferente, sobre o que não pensamos todos os dias…

Quanto ao G1, pelo menos até agora, não atualizou a notícia original. Todos os que chegam   nota original continuam pensando — provavelmente, é claro — que se trata de algo verdadeiro.

Escreva um comentário

Comentário