em Wordpress

Finalmente um TinyMCE ligeiro no meu WordPress 2.7

Desde o começo de dezembro do ano passado eu vinha enfrentando severos problemas ao tentar digitar meus artigos para publicação aqui no blog: Carregar o TinyMCE, editor WYSIWYG padrão que acompanha o WordPress, levava mais de 10 segundos na raposa de fogo, e, em seguida, digitar cada mera letra parecia uma tortura interminável, só perdendo para o tempo gasto ao ter que apagar alguma coisa usando o backspace ou formatando os textos.

Tentei, antes de qualquer coisa, usar uma versão recente do Opera para acessar o painel de edição de artigos, o que funcionou maravilhosamente bem, já que a lentidão desapareceu por completo na digitação. No entanto, não dava pra ficar usando um navegador diferente só pra criar artigos no blog e, assim sendo, cogitei a possibilidade de que pudesse se tratar de um problema qualquer com uma das inúmeras extensões que eu possuo instaladas no Firefox.

Infelizmente, após desabilitar todos os plugins e realizar um fresh setup, o problema não se resolveu: Cada caracter ainda levava uma eternidade para aparecer na tela ao digitá-lo. O próximo suspeito da minha lista foi o próprio WordPress. Pensei se tratar de algum bug da nova versão do WordPress, já que, afobado por testar novas funcionalidades, naquele momento eu vinha usando algumas versões beta.

Quando a versão 2.7 saiu oficialmente e eu reparei que o problema de lentidão ainda não dava o braço a torcer, comecei uma busca um pouco mais dedicada atrás de uma solução. Se na primeira quinzena de 2009 fiquei sem publicar uma palavra que fosse por aqui, foi por conta de estar ocupado atrás de cada pequena referência que pudesse representar uma luz no final do túnel.

No começo dessa semana encontrei essa luz, lendo um artigo do Andrew Ozz, chamado Troubleshooting TinyMCE in WordPress 2.7. Nele, Andrew lista alguns pontos que podem ser tentados por qualquer pessoa se seu editor resolve não aparecer ou funcionar corretamente. Alguns pontos eu já havia tentado, mas foi no sexto que eu parei, pois, recentemente havia encontrado diversos erros provenientes da página em que o TinyMCE é carregado no WordPress, examinando-a pelo console de errors do Firefox:

Delete both wp-admin and wp-includes directories and upload fresh copies from the WordPress installation package.

Precisei esperar até o final da semana para ter tempo de ver se a coisa funcionava, mas valeu cada segundo de espera: Eis que abri meu programa de FTP favorito e mandei bala na orientação. Após alguns minutos de upload, BINGO! O editor estava novamente lépido e veloz.

Ah, é claro, a explicação: Ao renovar sobretudo o conteúdo da pasta wp-includes, pude me certificar de que os diversos arquivos em javascript ali existentes estivessem em sua versão mais recente: Após o procedimento, não houve qualquer problema no console de erros da raposa, o que me fez pensar que alguma falha acidental deve ter ocorrido entre a migração da última versão beta do 2.7 para a oficial. Mea culpa.

Escreva um comentário

Comentário

Webmentions

  • Rodrigo P. Ghedin 18/02/2009

    Testando novo tweetback no blog do @danielsantos. Lá vai: http://tinyurl.com/dkvrur