em Wordpress

WordPress 2.7: Mal posso esperar por novembro!

Definitivamente deveriam organizar logo um Wordcamp Brazil. Para aqueles que não têm familiaridade com o termo, um Wordcamp é um tipo de evento que discute qualquer coisa relacionada   melhor plataforma para criação e gerenciamento de blogs da paróquia. Nestas ocasiões qualquer blogueiro como você ou eu tem a chance de ouvir blogueiros populares e desenvolvedores, e descobrir a quantas anda o universo WordPress.

Enquanto não organizam algo do gênero por aqui, encontrei em vídeo um dos trechos da palestra de Matt Mullenweg no Wordcamp NYC 2008, em que ele demonstra a novíssima versão 2.7 da ferramenta, que deve sair apenas em 10 de novembro. É desnecessário dizer que eu, um fã mais do que declarado da plataforma, fiquei literalmente de queixo caído com as novas funcionalidades apresentadas.

[viddler]91447bc[/viddler]

A interface para criação de novos artigos ficou muito mais funcional, totalmente operada com AJAX. Na prática qualquer uma das caixas em que estão localizadas as categorias, tags, status dos artigos e qualquer outra coisa pode ser reposicionada na tela. Aliás, há agora uma prática janela de opções que pode ser ativada a qualquer momento, permitindo que o usuário escolha o que deseja ou não que fique visível em sua própria interface.

Esta mesma janela de opções, aliás, está presente no gerenciamento de artigos: Pode-se optar por quais colunas deseja-se visualizar, e também optar por visualizar ou não a introdução de cada um dos textos. A edição rápida — para, por exemplo, corrigir algum erro de última hora — é outro trunfo da ferramenta: A versão 2.7 do WordPress permite que ela seja feita na própria lista de artigos, através de uma janela similar  quela que hoje é apresentada quando inserimos imagens em nossos artigos.

No que diz respeito   comentários, mais uma novidade: Agora será possível respondê-los diretamente a partir da tela de gerenciamento. Antes, para obter este tipo de funcionalidade, era preciso recorrer   plugins. Há ainda uma ponta do que parece ser fruto da recente aquisição do Intense Debate por parte do pessoal da Automatticembora Matt negue isso, por dizer que já estava sendo preparado pelo time de desenvolvedores para ficar no núcleo do WP: Qualquer resposta   um comentário poderá ser configurada para figurar abaixo da resposta original, criando os chamados threaded comments.

Com relação a esta última possibilidade, aliás, trata-se do que mais me deixa ansioso com relação ao novo WordPress: A possibilidade de contar com comentários aninhados nativos   ferramenta sempre povoou os meus sonhos, uma vez que até hoje nunca me satisfiz com qualquer plugin disponível para tanto. Espero que eu não me desaponte com tal ponto, especialmente por estar colocando expectativas demais nele.

WordPress 2.7

WordPress 2.7

No mais, o que mais chama a atenção é a nova interface de instalação de plugins: Eles podemagora ser filtrados na interface do seu site a partir de suas tags associadas, além de poderem ser diretamente baixados do repositório oficial e instalados automaticamente, o que, também, era possível até agora apenas com o auxílio de plugins. Isso, é claro, sem mencionar que a usabilidade do WordPress parece ter ficado ainda melhor.

Isso tudo só pra me deixar com mais água na boca ainda.

Escreva um comentário

Comentário

  1. Também estou bastante curiosa pra ver esse upgrade… acho que será o maior de todos, pelo menos para o usuário (já que de código eu não entendo). Fica o medo de sempre: será que os plugins que usamos hoje continuarão compatíveis?

  2. @Lu, eu acho que, como sempre, alguns plugins demorarão mais do que outros para ganharem versões compatíveis… afinal, tem gente que acompanha muito mais de perto os desenvolvimentos, e é muito mais engajada. Assim, talvez valha à pena segurar um pouco e esperar pra migrar.

    De qualquer forma, como eu disse no texto, alguns plugins passam a ser desnecessários com a versão 2.7. No meu caso, especificamente, uns 2 ou 3 que uso pra essa gestão de comentários. Assim, talvez não seja preciso se preocupar com compatibilidade, pelo menos nesses casos.

    O que me deixa tranquilo é a postura do Matt, que divulga aos quatro ventos a sua missão com relação ao WP: Mantê-lo sempre simples, funcional e leve, metas sobre as quais não parece restar dúvida de que tenham sido atingidas… 🙂

  3. Acho que não haverá muitas incompatibilidades com plugins, já que, ao contrário da versão 2.5, nessa o foco são novos recursos, e não alteração/otimização do banco de dados. Plugins que trabalham diretamente na interface administrativa são os que mais sofrerão.

    Outro recurso bacana, especialmente para blogs colaborativos, é o mini sistema de e-mail built in. No caso do pBlog, por exemplo, será uma mão na roda, já que poderei avisar o Érico, e vice-versa, de posts que escrevi, estou escrevendo ou pretendo escrever, além de outros assuntos pertinentes ao blog.

    E que venha 10 de novembro 🙂 .

    []’s!

  4. Eu que era o grande “conosseur” em WP não sabia dessas novidades, se bem que, dei uma desencanada tão grande que malemá to escrevendo no blog 😛
    Muito legais essas novidades, e posso dizer que demorou pra elas aparecerem.
    Abração