em Podcast

Back-up Cast #005: Rejaw + Os órfãos do SMS do Twitter

É isso aí, pessoal. Depois de um longo e tenebroso inverno sem criar programas, eis aqui a mais recente edição do Back-up Cast, a de número cinco! A bola da vez é o Rejaw, um site de microblogging que vem chegando pra tentar tomar pra si um pouco dos usuários do Twitter e do Plurk. Será que ele realmente consegue?

É claro que eu também falo sobre outras coisas. Um pouquinho sobre a participação brasileira nas Olimpíadas de Pequim (bem pouquinho mesmo) e também dou uma dica genial sobre o Get Me Out of Here, um serviço inusitado, e que alguns podem achar bem útil. De quebra, falo sobre serviços que estão surgindo na esteira do Twitter, depois que eles anunciaram, desde 13 de agosto desse ano, que não mais enviariam boletins via SMS com updates das redes de contatos dos usuários.

Apesar da pressa — queria aproveitar o quanto antes pra criar o podcast, pras idéias não esfriarem —, realmente espero que vocês gostem. Por favor, deixem comentários e sugestões, se quiserem. Como sempre, seguem os links que de alguma maneira são úteis para quem for ouvir o podcast:

  • Getmooh. O “salvador da pátria” pra quem quer dar uma escapadinha dos compromissos, reuniões ou pessoas chatas. Ouça o podcast pra ver que tipo de arma ele nos fornece pra isso.
  • Changes for Some SMS Usersââ?¬â?Good and Bad News. Post no blog oficial do Twitter em que eles mencionam a interrupção do envio de mensagens SMS com updates da rede de contatos dos usuários através do número de telefone antes disponível no Reino Unido.
  • TwitSMS. site australiano que, desde a interrupção por parte do Twitter do envio de updatesvia SMS, oferece pacotes com preços variados para quem quer continuar a ter esse privilégio.
  • TweetSMS. Site britânico cuja proposta é idêntica   do site australiano, mas que não tem pacotes, e cobra o envio de cada mensagem individualmente.
  • Rejaw. New kid on the block dos microblogs, que vem, também ele, tentar conquistar para si uma fatia dos usuários do Twitter e do Plurk, e que até parece ser interessante. Criei uma conta por lá, caso alguém queira experimentar e me adicionar.
  • Além de informações olímpicas sobre o Brasil retiradas do site Quadro de Medalhas.
[audio:http://danielsantos.org/podcasts/backupcast005.mp3]

Escreva um comentário

Comentário

  1. Oi Daniel,

    Muito bacana o podcast – cada vez mais você se mostra mais “solto” à frente do microfone, hehe.

    Sou usuário do Twitter, e muito dificilmente sairei de lá. A simplicidade do sistema é o que mais me atrai.

    E, uma dúvida meio off: está usando o WordPres 2.6 ou 2.6.1? Se sim, como fez para o podPress funcionar?

    []’s!

  2. Não ouvi o cast ainda, mas juro que não entendo toda essa tristeza em torno do SMS no twitter, explico:
    Se eu mandar um e-mail pelo celular utilizando o serviço ping.fm (publico em vários serviços de micro-blogging de uma só vez) pela rede GRPS, gastarei no máximo 2 centavos.
    Já enviando um SMS, corro o risco de não chegar ao destino, já que SMS trocado interoperadora com minha irmã (mesmo país e DDD) geralmente dão falha, e ainda gastaria a quantia absurda de 40 centavos de Real.

    Então ratifico o que disse acima, juro que não entendo esse hype todo sobre o SMS, serviço caro, lento/falho e burro.

  3. Oi, Daniel,

    estou sem tempo agora para fazer um comentário longo, mas queria deixar registrado que ouvi o podcast e que ficou muito bom! Dá pra diminuir só um pouquinho o tempo da música no início. De restou, show!

    Bjs.

    Patty.

  4. Acho que o lance não é SMS2Twitter, mas Twitter2SMS (followers). Mais interessante pra quem PRECISA divulgar em tempo real suas informações ou quem quer estar ANTENADO nas novidades de algum setor/assunto.
    Ex.Grupo fechado de representantes de uma empresa trocando informações real time, ou notícias locais em tempo real, ou ainda clientes de uma empresa aguardando uma promoção relâmpago… e por aí vai. Pra postar, vai por email mesmo que é mais em conta. Lá fora já existem varios serviços, mas aqui no Brasil… 🙁

Webmentions

  • linsharon 25/10/2008

    RT @learnchamp: Our job is to help people solve problems (not help people learn) – use more eLearning scenarios: http://slidesha.re/5Eye