em Couch potato

Astros: Perda de tempo?

Eu já sabia, como muitos, é claro, que dolos, a versão nacional do reality show musical American Idol transmitida durante duas temporadas pelo SBT tinha mudado de mãos: Depois do descontentamento da Freemantle Media com o formato do programa e seu horário de exibição — convenhamos, neste ponto até eu concordo, pois os episódios iam ao ar de madrugada —, a empresa, que detém o direito sobre o formato, resolveu tomar providências, descartando a emissora de Sílvio Santos e assinando contrato com a Rede Record.

O que eu descobri atrasado é que dolos 2008, apesar de nem ter estreado ainda, sofrerá a concorrência do próprio SBT. Ouvindo hoje o jornal da tarde pelo rádio do carro enquanto voltava do trabalho, fiquei sabendo do programa Astros, nome que a emissora deu ao programa depois de exibi-lo por três semanas seguidas sem título, já que o nome novosídolos — assim mesmo, junto e em minúsculas — foi, obviamente, barrado por liminar da justiça a pedido da Freemantle.

Apesar de eu ainda não ter assistido ao novo programa do SBT, que tem sido exibido  s quartas-feiras, 21h30 da noite, concorrendo com o futebol, já concordei, depois de buscar algumas evidências YouTubescas, com a opinião da mídia especializada: Astros está mais para uma versão repaginada do antigo Show de Calouros:

O novo reality show musical do SBT aposta em humor ridículo e no talento duvidoso de seus participantes, mas parece mais a um “Show de Calouros” repaginado que ao programa “dolos”, que emissora já transmitiu e que agora irá ao ar na Record.

(…)

A competição realmente não é séria e os jurados levam isto a sério, como no momento em que, Cyz, produtora musical e cantora, cujo nome é Cynthia Zamorano, provocou um participante que cantava o hit “Créu” a fazer performances.

Todos os vídeos que encontrei realmente demonstram que cada palavra da notícia é verdadeira. Pra mim, é até estranho ver os jurados Arnaldo Saccomani, Cyz Zamorano, Thomas Roth e Carlos Miranda — que independente de qualquer opinião pessoal, são profissionais devidamente reconhecidos do ramo da música — inseridos neste novo formato pastelão.

youtube
please specify correct url

É claro que vou ter que assistir a um ou dois episódios para, eventualmente, dizer algo diferente. Astros já tem seu primeiro vencedor — um vencedor por mês ganhará um carro —, é fato, mas por ora sou obrigado a concordar com Arnaldo Saccomani, que parece resumir tudo sobre o programa após ouvir um candidato dançar o créu: “uma perda de tempo; do meu, do seu, do nosso tempo“.

Estaria ele errado?

Escreva um comentário

Comentário

  1. Tudo na “casa” de Sílvio Santos vira tosqueira imediata, impressionante!
    Depois que deixou de ser “ídolos” (que já era de mal gosto) o programa transformou-se num “show de calouros” modernoso!
    Faz sucesso quem é mais tosco!
    Apostar no ridículo pode funcionar com a massa de massa encefálica menos volumosa e evoluída, comigo não!
    A TV Record está de parabéns, tomara que façam Ídolos com a mesma dignidade e competência que permeia Aprendiz e Troca de Família.
    Abração

  2. @Netão: A minha esperança é justamente que a TV Record aplique o mesmo nível de qualidade que tem marcado não apenas os programas que você disse, mas vários outros. Afinal, não é a toa que eles dizem que a Record tem ameaçado a Rede Globo na liderança da TV aberta no Brasil.

    Com Ídolos, eu espero que eles consigam ficar mais aderentes ao formato da Freemantle, que aliás também é quem negocia “O Aprendiz”, então não vejo problemas. Assim a coisa volta a ter a qualidade que merece…

    Abração, cumpadi.