em Crônicas do Cotidiano

A resposta do padre voador paranaense

Quem acompanha este humilde blog deve se lembrar de que no último dia 3 de março eu havia escrito sobre o vôo com balões de aniversário feito pelo padre Adelir de Carli, que inclusive havia sido noticiado no Fantástico na véspera. Naquela oportunidade eu mencionei não acreditar no feito, citando, a título de comparação, um episódio dos Mythbusters em que eles tentaram fazer uma garotinha de aproximadamente 20kg voar com balões, sem obter sucesso.

O Padre Adelir

Ocorre que no dia 16 de março, ou seja, apenas alguns dias após ter escrito meu artigo, recebi uma mensagem de email do próprio padre Adelir, a qual reproduzo aqui na íntegra, para que vocês possam acompanhá-la:

Padre Adelir De Carli – “Voador” wrote:

Saudações em Cristo Jesus

Daniel, já há alguns dias entrei em contato contigo para te passar algumas informações referente ao vôo com os balões de gás hélio e que vc se diz não crer.
Se de fato vc tem um compromisso com a verdade e queira informações mais detalhadas sobre o evento, me coloco   disposição. Assim vc poderá refazer teu texto que se refere a não crer e desta forma, poderá informar teus leitores com assuntos serios e não cair no descrédito frente a um fato tão importante.

Um fraternal abraço e fique com Deus

É importante que eu diga que, quando escrevi aquele artigo em 3 de março, o fiz baseado em comentários de alguns amigos do trabalho que — eles, sim — haviam assistido ao Fantástico na véspera, e também em notícias que estavam sendo veiculadas na grande rede de computadores   época. Como acredito qie todos têm direito a expôr seu lado dos fatos, logo depois de ler a mensagem do padre Adelir eu decidi que o mais correto a fazer seria escrever uma resposta, na qual pedi mais detalhes sobre o vôo, para então — assim que o tempo permitisse — escrever este artigo aqui da maneira mais imparcial possível. A mensagem, que mandei no dia 17 de março, foi essa:

Saudações em Cristo Jesus a você também, Padre.

Em primeiro lugar, obrigado por seu e-mail. Fiquei feliz e lisonjeado em recebê-lo. Infelizmente não recebi nenhum contato anterior de sua parte, mas quero que saiba que, caso isso tivesse acontecido, a resposta teria sido imediata.

Conforme disse em meu texto recente sobre o seu vôo, eu realmente fiquei intrigado com a sua façanha. Devo, antes de qualquer coisa, lhe pedir desculpas pois, como disse, não assisti   televisão no dia, e escrevi baseado em comentários e notícias divulgadas via Internet. De qualquer forma, gostaria muito que, se possível, o senhor me enviasse informações mais detalhadas sobre o feito. Dessa forma acredito que poderei revisar corretamente o texto e corrigi-lo, tornando-o imparcial.

Um abraço pra você, e que Deus fique conosco sempre.

Daniel

Ainda no mesmo dia em que eu escrevi a minha resposta o padre Adelir me mandou um novo e-mail, com as informações detalhadas que ele havia mencionado. O conteúdo desta nova mensagem eu também reproduzo abaixo integralmente, pois quero registrar, conforme já disse, os dois lados da mesma moeda, para que a coisa fique imparcial:

SAUDAÃ?â?¡Ã?â?¢ES EM CRISTO JESUS, NA PROXIMIDADE DA PSCOA!
Caríssimo Daniel

Sou o Padre Adelir De Carli e sempre dei muita atenção  s pessoas que buscam conhecer e tirar dúvidas. Em outras situações as pessoas teimam contra qualquer lógica. Neste segundo caso, nunca dei muita atenção. Quando li teu texto, tive de imediato a vontade de escrever para dar atenção  s tuas dúvidas. Não sei de que cidade você é, mas gostaria de convidá-lo para o próximo evento que está marcado para o dia 20 de abril, aqui na cidade de Paranaguá (PR). Ainda hoje estive reunido em Curitiba com o Tenente Coronel Rocha Filho, do SINDACTA II, para tratarmos sobre a questão do espaço aéreo para o evento.

Sempre tento agir de forma consciente e responsável. Sou Padre da Diocese de Paranaguá. Minha formação: Filósofo, Teólogo, Pós-Graduado em Comunicação Socia, e Pós-Graduando em Counseling (Aconselhamento Pastoral). Quando eu estava cursando a 7ê série, tive contado com os balões de gás hélio. Isto ocorreu na Escola e de lá para cá, passaram-se uns bons anos. Depois que me dediquei ao para-quedismo e parapente, iniciei minha expereiência com os balões.

Todos que viam eram unânimes em afirmar não ser possível voar com as “bexigas”. Contra qualquer opinião, fui testando-os e catalogando os resultados. Desta forma, em outubro de 2007, fiu para a cidade de Ampére por estar fora do mar e ser mais seguro. Como ainda era teste, não divulgamos   Imprensa, mas estávamos filmando e fotografando para o arquivo da PASTORAL RODOVIRIA. Eis a questão porque demorou do dia 13 de janeiro para o Fantástico no dia 02 de março. Estávamos, organizando melhor o site da Pastoral: www.pastoralrodoviaria.org.

Esta instituição trabalha com estrutura própria, para a Pastoral de evangelização e social aos Caminhoneiros. Aqui chegam em torno de 4000 caminhões por dia. Eles são provenientes das diversas partes do Brasil.

Em outubro de 2007, tentamos voar, mas não foi possível porque as pessoas que estavam nos ajudando a encher os balões eram pessoas simples e nunca tinham visto balões grandes assim. Então faltou balões e sobrou gás conforme o projeto. Voamos muito baixinho por falta de tracionamento. Elaboramos melhor o projeto e com as pessoas mais preparadas e mais rápido. Desta vez, saí da cidade de Ampére e fui até San Antonio na Argentina. Foram 4:14hs. A altura foi de 5.337 metros. Temperatura de solo 32 graus e na altura máxima foi 8 graus.

Havámos contratado um avião para as filmagens. Ele não conseguiu alcançar e nem mesmo visualisar onde eu estava. Isto causou uma apreensão nas pessoas mais simples. Eu já havia os alertado para o que poderia ocorrer lá no alto, mas também mostrei que eu estava preparado para qualquer eventualidade.

Foi um grande festa, você nem imagina a alegria das pessoas. O recorde mundial era dos norte-americanos com 3.900 metros, hoje o recorde é nosso, é Brasileiro com 5.337 metros. É uma grande Graça de Deus, ser o primeiro a voar no Brasil com esta modalidade. Faço isto porque gosto do esporte, mas faço neste momento em benefício dos Caminhoneiros. Temos um caminhão Capela para as Missas, Temos também uma grande Obra, a Casa de Acolhidada com 3.420 metros quadrados.

Tenho recebido, parabéns de políticos federais e estaduais, aqui do Município e de pessoas empresários, e pessoas de boa vontade. Eles são de diversas partes do Brasil. Também está sendo muito grande a procura por parte de Rádios, Jornais e TVs mais regionais de diversos Estados.

Em Ampére, estava presente até o Prefeito, o vice-prefeito e mais de 80 pessoas. Poderia ser uma grande multidão, mas evitamos de convidar muita gente pelo fato de estar em fase de teste.

Pediria para você, Daniel deixar no teu Blog um link www.pastoralrodoviaria.org para quem desejar conhecer melhor a Pastoral Rodoviária. Estamos em obras e necessitamos de doações que poderão ser em material de construção e ou dinheiro para o pagamento de Mão-de-obras.

Qualquer dúvida, entre em contato.
Fique com Deus e uma Santa Páscoa!

O site da Pastoral que o padre menciona contém algumas fotos do evento — e tomei a liberdade de separar uma delas, ilustra este artigo. Minha posição final a respeito desse assunto mudou, eu devo admitir.

Um comentário do Sérgio F. Lima no meu artigo original já falavam sobre o empuxo — que é a força que puxa o balão pra cima — e de como quanto maior o volume do balão, mais simples fica de voar. Depois de assistir ao vídeo com a reportagem do Fantástico, então, fiquei ainda mais convencido: O tamanho dos balões é mesmo grande. E a capacidade do padre Adelir, desafiando a gravidade, parece ser ainda maior. Ele está de parabéns, e eu, espero ter me retificado propriamente…

Escreva um comentário

Comentário

17 Comentários

  1. Muito legal ele ter entrado em contato, isso mostra que menosprezamos o alcance que nossos blogs possuem.
    Muito legal a matéria e também o trabalho e divulgação do padre, parabéns pra ele!
    abração meu amigo

  2. Em nome da Pastoral? Voá? Padre voa?
    Fiquei curiosíssimo com tal feito do humano. Gostei de sabê q a física (inclusive a q ele estudou) ousou desafiá-lo – o q historicamente esperei desde as aulas secundaristas acerca da era feudal.
    Grande Jesus Deus,
    q o tenha!

  3. Pocha Rapazeada tbm é ruim o padre tava tentando voar porque ele queria abençoar o pessoa q andava na estrada de caminhão carro etc.
    e seus pais são caminhoneiros e batem vcs vão gostar

  4. Puts o padre estava tentando voar pq o pessoal da estrada para abençoalos será q vcs num entendem po é a vida de uma pessoa humana e vcs nem dão bola agora queria ver se ele fosse um parente de vcs dai vcs ia falar muito mesmo espero q o encontrei com vida se DEUS QUISER

    E EU sei q ele não morreu

    ESPERO Q SE ELE O SOBREVIVA LEIA ISSO.
    AMÉM

  5. HOMENAGEM

    Parabéns ao Pe. Adelir! Coragem admirável e dedicação plena aos oprimidos.

    Onde que você esteja, Pe. Adelir, saiba que seu trabalho não foi em vão. Tenho certeza que a pastoral rodoviária de SC vai prosperar assim como outras, por todo o Brasil.

    João Wesley.
    Brasília-DF.

  6. Impressionante como alguém com acesso a informação tenha sido tão ignorante, a ponto de não saber operar os instrumentos que possuia,
    o GPS, é muito fácil de operar, basta algumas horas de treino ( que pode ser realizado em um veículo no solo ). Acredito que ele tenha tido tanta fé, sei lá se em Cristo ou nele mesmo, que pensou que o GPS serviria apenas para registrar sua façanha ( Tracklog ), nem se importando com as outras funções, como por exemplo as coordenadas, que poderiam poupar-lhe deste desastre.
    Outro erro foi pensar que voaria em tempo bom acima das nuvens, nuvens de frente fria no seu início podem chegar a grandes altitudes, e acima delas ainda tem uma camada de cirrus que filtra os raios de sol. Mesmo assim os ventos podem ser imprevisíveis e mudam em camadas, assim navegam os balões, mudando de camada indo mais pra cima ou pra baixo, navegar em uma aeronave sem controle de altitude é ficar a mercê dos ventos.
    Ainda, por que não levou um rádio comunicador? Apenas um celular via satélite?
    Muito pretencioso esse Padre, ou muito ignorante, prefiro crer na segunda opção.
    Fico triste pois o Padre estava todo fantasiado de piloto de parapente, com capacete, cadeirinha porta instrumentos e boné da Sol, o que não é bom para a imagem de nosso esporte.

    Mark Behling.
    Piloto de parapente.

  7. Se morrer nós podemos indicá-lo ao PRÊMIO DARWIN desse ano. Tenho certeza que uma idéia idiota dessas levaria no mínimo menção honrosa!! Acho que ele possui todos requisitos, vejam:
    Incapacidade de gerar descendência – através da própria morte ou esterilização. Excelência – forma sensacional e estúpida com que comete o erro. Incrível desuso da lógica e da razão.
    Auto-selecção – Causa o desastre por si mesmo; com mérito incondicionalmente individual.
    Maturidade – O indivíduo deve estar em total uso das suas capacidades mentais e físicas. Deve possuir capacidade de julgamento e raciocínio.
    Veracidade – O evento tem de ser verificável.Excluem-se as Lendas Urbanas!! =P

  8. Buenas …!!
    Muita irresponsabilidade desse Sr.
    Vôo de Parapente desde 1997 (Floripa) e segundo o que me foi ensinado e também por mim aprendido, este sujeito jamais deveria ter decolado(?), na verdade, religiosamente falando, subindo aos céus, naquelas condições meteorológicas. Aqui, em Floripa, quando aponta uma cabeça de frente fria, até pilotos muito experientes ficam “ligados” no que acontece com o tempo e não voam.
    No vôo livre existem somente duas regras básicas, que possibilitam evitar estas situações e prolongar a vida e o vôo do piloto:
    1ª. O bom não é voar hoje, mas voar sempre.
    2ª. É melhor estar no chão querendo estar no céu, do que estar no céu querendo estar no chão.

    Tem outra, mas esta é para os da cerveja: CB no ar, piloto no bar.

    Este cidadão infringiu nossas duas leis maiores. E agora….?
    Quem vai pagar a conta de todo esse pessoal e dos custos dos equipamentos envolvidos nas buscas? E colocar o vôo livre tão exposto à irresponsabilidade? Está lá o nome da SOL…capacete…pochete..selete…
    Segundo a imprensa colocou, ele foi “expulso” de uma escola de vôo livre (Parapente) em Curitiba, por exibicionismo e indisciplina já no segundo mês de curso, num total de 6(seis).
    Acaba ficando o estigma de que todo voador é meio “maluco”.

    Atenção galera: são só duas regras. Basta seguí-las.
    Abraços e bons vôos (seguros).

    ZD //

  9. Errr, o cara saiu voando em balões, não sabia operar os aparelhos, tem que ter muita fé mesmo, pq isso é completa estupidez, sempre achei esse negocio de bater recordes de “maior unha do mundo, maior caminhada sobre corda bamba em kenyons, mais tempo andando em um monociclo em cima de um prédio” completamente retardado, coisa se gente que não tem o que fazer.
    Talvez se ele tivesse pego toda a grana que gastou tentando bater o recorde, daria umas obras de caridade mais eficientes do que abençoar caminhoneiros pendurado em balões.

  10. Quis aparecer… se mostrar na mídia, conseguiu… rsrsrs
    Santo Tonto do Tombo Grande, rsrsrs
    Vamos canonizá-lo!!!

  11. Aqui cabem algumas considerações.

    Primeiro, o padre não estava voando e sim flutuando. Para voar é necesário ter uma força de sustentação aerodinânica. Balão não voa e sim flutua com um empuxo aplicado ‘estaticamente’ pela massa de ar a sua volta.

    Segundo, além das regras básicas do vôo citadas pelo Airto (acima), ele devia ter seguido outra até mais importante e que, como padre, deveria saber. Ela está descrita abaixo…

    Lucas 4:9-12

    “(…) Levou-o também a Jerusalém, e pô-lo sobre o pináculo do templo, e disse-lhe: Se tu és o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo; porque está escrito: Mandará aos seus anjos, acerca de ti, que te guardem, e que te sustenham nas mãos, Para que nunca tropeces com o teu pé em alguma pedra.

    E Jesus, respondendo, disse-lhe: Dito está: Não tentarás ao Senhor teu Deus.”

    Abraços a todos ao parabéns a Daniel pelo ótimo Blog.

    Josué
    Parapente Brasília-DF

  12. caro daniel e demais que visitam este espaço queria falar sobre esse padre eu o conheço bem e um grande homen um ótimo padre um religioso comprometido pelas causas dos humildes aqui em paranagua defendia mendigos crianças abandonadas enfim os mais nececitados um sonhador . pode até ser , mas um sonhador com uma cidade melhor um mundo melhor com um pouco de dignidade para essas pessoas carentes,queria estar na midia ,pode ser tambem ,mas com um objetivo concreto mostrar seu trabalho da pastoral rodoviaria, eu admiro esse padre ,espero que sempre surjam sonhadores como o padre adelir sonhadores com um mundo melhor enguanto existir sonhadores assim eu tenho esperança . para esses que comentam que colocou em perigo algum voo de aeronave pergunto; sabe vc quantas pessoas morrem por nao ter acesso a saude alimentaçao pelo trafico ? respondo. muitas e diariamente isso e real isso esta acontecendo eo nosso sonhador… tem um sonho…. um mundo melhor cesar benetti paranagua

  13. bom….
    acho que tudo tem seu lado bom… agora temos um novo ditado popular…

    “tu ta mais perdido que padre voando em bexiga”

  14. Não sabia usar o GPS ??? Se fudeu !!!
    Não levou um rádio mais potente ??? Se Fudeu !!!

    Pelo menos bateu um recorde mundial pra Brasil-il-il-il !!!

    E PRÊMIO DARWIN PRA ELE !!!

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHA…

    Não é porque era Padre e fazia um puta trabalho digno e humano que eu VOU DEIXAR de TIRAR SARRO !!!

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHA…

  15. Ta certu que nao foi uma atitude muito inteligente a ideia do padre pegar um monte de bexiga e sair voando por ai , porem eh importante resaltar que e sempre dificil encara a perda de qualquer individuo ….afinal qualquer vida aos olhos de DEUS tem o mesmo valor do que qualquer outra …entaum o respeito pelo fim da vida de alguem segue a mesma equivalencia

Webmentions

  • Padre Voador « Pasquim Poético: Jornalismo, lirismo e achismo 02/05/2008

    […] Padre Voador Publicado 26.04.08 Jornalismo Tags: Adelir, Adelir de Carli, Aderli, balões, Padre Voador, Paranaguá Alguns mais xeretas, como é o meu caso, descobriram um blog na internet em que o padre se pronuncia sobre as suas peripécias: http://danielsantos.org/arquivos/2008/04/05/a-resposta-do-padre-voador-paranaense/ […]

  • Neto Cury Blog 02/05/2008

    Padre Voador, terremoto e caso Isabella…

  • O Padre Voador « Bloguidificador 02/05/2008

    […] O Padre Voador A história fantástica do Padre Voador que queria bater o recorde mundial de vôo com balões de festa já se espalhou pelos noticiários e pela blogosfera. […]

  • Thiago 02/05/2008

    @lagartazul ele já sumiu antes voando com balões: http://tinyurl.com/6q89d2