Eu não acredito no padre voador paranaense

Kari e os balões do mito

ATUALIZAÃ?â?¡Ã?Æ?O (05/04/2008): Após ler este texto, por favor leia também a resposta do próprio Padre Adelir.

Eu não assisti o Fantástico deste último domingo, mas devo admitir que uma notícia derivada do programa me fez ficar com a pulga atrás da orelha. Trata-se da história de um padre que teria levantado vôo utilizando apenas balões de festa e voado 110 quilômetros entre as cidades de Ampére, no Paraná, e San Antônio. em território argentino, depois de alcançar mais de 5 mil metros de altitude.

A pulga atrás da orelha   qual me refiro se deve ao fato de que, fã dos Mythbusters como sou, tempos atrás assisti a um episódio da segunda temporada, Ping pong balls and balloons, onde uma das coisas que Adam e Jamie tentaram foi levantar a menina Mattie — que pesava aproximadamente 20kg — com o auxílio justamente de balões de festa de aniversário. Naquela ocasião, após inflarem cerca de 3500 balões, o mito foi dado como detonado, uma vez que a menina mal foi erguida do chão e a quantidade de balões era muita mesmo para ser comportada no hangar onde os testes estavam sendo realizados.

Um amigo que assistiu ao Fantástico ontem me disse que a diferença no caso do padre — que usou 500 balões para erguer cerca de 200kg entre seu próprio peso e o do equipamento que levou — foi que os balões utilizados foram maiores do que aqueles usados pelos caçadores de mitos. Aparentemente trataram-se daqueles balões onde as pessoas normalmente despejam um monte de balas para que mais tarde as crianças os estourem e brinquem de pegar os doces do chão.

Mesmo assim, confesso que, ao menos para mim, algo não se encaixa. Digo isso porquê os caçadores precisaram de 10 balões de festa para erguerem do chão uma mísera carga de 100 gramas. Isso daria 100 balões para um quilo, e assumindo que o tal padre tenha um peso médio de 60kg, seriam necessários 6000 balões de aniversário para erguê-lo do chão sem equipamentos. No entanto, mais da metade dos balões não ergueu do chão uma menina com um terço deste peso.

Mesmo sabendo da variável tamanho dos balões, confesso que neste caso prefiro adotar o benefício da dúvida: Ainda segundo esse meu amigo, o vídeo exibido pelo Fantástico mostra apenas a decolagem do padre, e não a tal travessia de 110 quilômetros. Se ela realmente ocorreu, merece felicitações. Se não, então mais uma vez o mito foi detonado. E ponto.

45 thoughts on “Eu não acredito no padre voador paranaense

  1. Opa Daniel!

    Ei vi a matéria na Ana Maria Braga :-) Sério, minha mulher estava vendo e me chamou…

    Mas o empuxo (força que puxa o balão para cima) é dado pela expressão;

    E = d.V.h onde:
    – d é a densidade do ar (do fluido onde o objeto sob a ação do empuxo está);

    – V = Volume do Balão;

    – g = Aceleração a gravidade.

    Como é fácil de ver da expressão (e dos filmes onde balões aparecem), quanto maior o volume do balão, maior a força de empuxo… o que explica a veracidade do vôo do padre.

    Aliás o repórte mostrou um balão levantando uma camisa… e depois por regra de três simples mostrou a veracidade do evento!

    O que é falso, é que não era balões de festas comuns… devia ser de um material mais resistente às variações de temperatura que o vôo estaria submetido!

    Mas, manter o espírito crítico é a melhor postura mesmo!

    Abração

    Responder

  2. Ao ler o texto me veio a mente a “matemática” dos navios, pois não importa (em termos) o peso do navio, o que importa é o volume de casco sobre a superfície um bom exemplo são as balsas, que carregam milhares de toneladas e não afundam, estou querendo chegar no ponto sobre o volume, nesse caso, dos balões…
    Será que, por usar balões maiores, o volume de gás utilizado dentro de cada balão não tenha dado um melhor aporte para elevação da carga do que milhares de pequenos balões?
    Espero ter sido claro é lógico! =P
    Abração

    Responder

  3. Opa Neto!

    Bingo! É isso mesmo! O Empuxo é proporcional ao volume… no caso da matéria os balões eram visivilmente maiores que os usuais!

    []’s

    Responder

  4. É isso mesmo, senhores… vocês estão com a razão! O problema, a meu ver, foi a divulgação da notícia em alguns veículos, e a insistência em chamar os balões de balões de aniversário

    Ah, e obrigado a vocês dois pelas aulas de física… eu realmente não me lembrava destas regrinhas…

    Abração!

    Responder

  5. Também não acredito no Padre. Conheci a história aqui, mas não parece que dá certo.

    Bom, temos que levar em consideração que são 500 bolhas gigantes de gás, e em relação ao mithbusters, tem o diferencial de ter menos peso de plástico, por possuir menos balões.

    Ainda assim acho que não levanta o padre. Talvez levante a menininha.. mas só talvez.. 😛

    Abraço!

    Responder

    1. Thiago,

      É difícil de acreditar, mas pode ser verdade. Recebi hoje pela manhã um e-mail do padre voador, e ele me disse que se eu quisesse saber mais a respeito do feito, que ele me daria mais informações… estou aguardando, e depois devo dizer o que aconteceu.

      Abração!

      Responder

  6. Olá Daniel

    Saudações Fraternas

    Eu encontrei aqui no teu Blog a discussão sobre o Voar com Balçoes de Festa.
    Conforme vc mencionou que fiquei de mandar informações e que vc está aguardando, peço desculpas se vc não as recebeu, mas com toda certeza eu enviei. Tanto é verdade que de vez em quanto verifico se vc havia revisto o teu texto.
    Posso afirmar que são bexigas de festa sim, porém são aquelas um pouco maiores onde são colocadas as balas para a garotada.
    Também os convido para acompanhar o Vôo Oficial que está previsto para o dia 20 ou 21 deste mês de abril. Teremos a Imprensa dos diversos canais de TV, Rádio e Jornais.
    Será acompanhado por Helicópteros e o pessoal do Sindacta II cuidará do espaço aéreo.
    No dia que voei, estavam presentes, vérias autoridades, empresários, amigos e familiares.
    Outro sim, que deve levar em consideração, é o fato de eu ser uma pessoa de responsabilidade e muito empenhado pelas causas sociais. Já estivemos no Fantástico em defesa dos Moradores de Rua em Paranaguá – PR. Fato este, de grande repercussão e se o fato de voar com esta modalidade não fosse verídico, como eu conseguiria esconder segredos ou mentiras, diante de mais de 70 pessoas que ajudaram no evento?
    Sei que é difícil de acreditar pelo fato de ser o primeiro caso no Brasil.
    Até mesmo Sr. Prefeito da cidade de Ampére (onde voei) e que estava presente, disse: “Parece um Filme”
    Um grande abraço a todos e fiquem com Deus.
    Pe. Adelir De Carli – http://www.pastoralrodoviaria.orgadelirdecarli@bol.com.br

    Responder

  7. Nem sempre o que parece absurdo, é mentira. Antes de fazer certos comentarios é melhor ter certeza, ou pesquisar um pouco…

    abaixo o video do voo…

    http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL334284-5598,00.html

    hoje ele tentou um outro voo, mas até o momento ainda está desaparecido.

    Responder

  8. Ultima noticia:

    o padre esta desaparecido em seu ultimo voo.ele decolou de paranagua mas o vento o levou em direção ao mar. ele caiu com o balão a 17 KM da costa,próximo a ilha de São Francisco do Sul-SC.os bombeiros continuam as buscas mais o mau tempo atrapalha.

    Responder

  9. os balões utilizados sao com uma area muito maior, digo area q o gás ocupa…
    um dos utilizados pelo padre equivale a 4 ou 5 dos comuns..
    e perfeitamente popssível sim….
    quantidade de baloes X peso do corpo a ser levado….
    parece q o padre nao soube usar o gps,
    para solicitar ajuda de localização,
    e as correntes de ar acabaram levando
    o padre para o oceano…
    Estamos apreensivos aguardando contato,
    sou geografo e sei q as conbdiçoes de tempo,
    umidade e aquecimento na atmosfera nao eram ideais,
    mas estamos torcendo pela volta….. Mesmo estando
    em brasilia acompanho a aventura…
    abraços, q Deus o guarde..

    Responder

  10. Vi a decolagem do padre mas até agora não sei se ele chegou ao destino. Espero que ele esteja bem. Que Deus esteja com ele.

    Responder

  11. Ao que me parece,defendendo as regras de estar na terra ou estar nas alturas essa é opção de depressivos,o que penso não ser o caso do nosso padre mas de sabio e louco todo mundo tem um pouco,tudo que sobe sofre perda de pressão sua tendencia e cair meu saudoso patricio bartolomeu de gusmão tambem foi picado por icaro e se deu mal,,queira Deus que o achem logo e que seja ele um homem de fé e possa relatar o milgre,mas que a situação não é para brincadeiras não é .

    Responder

  12. Concordo com quem disse que esqueceram da logistica!
    Acho que faltou preparação e projeção de vôo estamos torcendo que termine bem… Isso deveria ser tratado com mais seriedade e profissionalismo… Que Deus esteja com ele!!!

    Responder

  13. Eu concordo com quem disse que faltou logistica…A meu ver não houve preparação suficiente e nem projeção para o voo, acho que faltou seriedade e profissionalismo…Estamos torcendo para que termine bem…Estamos acompanhando o caso aaqui em Pguá…Que Deus esteja com ele!!!!

    Responder

  14. Boa Noite caro leitores e Sr.es do Blog!
    Sou da Cidade de Paranaguá,e estamos em forte oraçoes para que tenhamos boas notícias,mesmo sendo dificil,mas para Deus nada é impossível,seria um milagre ja que foi por um gesto solidário,quem está acompanhando sabe de que estou relatando,hoje acordamos com esta notícia que num dia de tempo fechado que estava em nossa Cidade o esmo quis levantar voo do mesmo jeito,acredito muito quando as coisas nao vao dando certo,pois para meu ver seria um aviso enviado por Deus para que ele partisse num outro dia ensolarado,mas como todos estao acompanhando decolou e o vento forte levou para alto mar,numa Cidade de Santa Catarina que localiza-se há 04:00 de nossa Cidade,esperamos confiantes que logo seja encontrado e com Vida,mas desde já agradecemos todos os apoios que estao dando para nosso Padre de nossa Cidade.

    Que Deus olhe por ele onde estiver!!!

    Grande abraço a todos!!

    Responder

  15. Desulpem-me , sou piloto de balão de ar quente a vinte anos e não posso deixar de fazer as seguintes considerações, esse padre é um suicida em potencial pondo em risco sua vida e de todos que se encontrem nas proximidades de seu espaço aéreo, quebrando todas as regras da aviação e burlando todas as regras de segurança, não tem o menor conhecimento do espaço aereo, meteorologia , navegação, teoria de vôo.
    Essa aventura que ele imaginou não tem nada de inovador é praticada em varios paises por pilotos experientes. Veja em http://www.clusterballoon.org
    e se quiserem saber mais sobre voos de balao seguro vejam em http://www.balonista.com

    Um abraço
    Miguel

    Responder

  16. Olha o padre não tem nada a ver coitado ele só queria arrecadar um dinheiro para a pastoral rodoviaria e vcs babacas num pode ver nda sineistro e ja avacalha e eu digo pra vcs q ele num morreu no fantastico q vem pode ver q ele foi encontrado e passa bem e já pensou se ele fosse algum parente de vcs dai eu ia ver vcs iam gostar né

    EU SEI Q ELE ESTA VIVO PQ ELE ACREDITA EM D E U S NUM É IGUAL A VCS Q SÓ ACREDITAM EM CHURUMÉLA ESPERO Q ELE PASSE BEM QUE DEUS O AJUDE
    AMEM

    Responder

  17. E agora com as noticias e imagens em todos os jornais vc acredita no padre voador brasileiro, ou prefere os caçadores de mitos norte americanos?

    Responder

  18. O fato do padre nao saber usar GPS, nao seguir padroes meteorologicos, nao ter informacoes da aeronautica, nao ter realizado simulacoes sobre as forcas atuantes no processo, nao avaliar condicoes de vento forte, frio ou nuvens de granizo, etc etc etc diriamos seria perdoavellllllll, pois faltaram instrutores na operacao; Mas nao se preocupar em ser localizado, com meia duzia de sinalizadores, no corpo, ai realmente…………
    Esperamos que seja encontrado e que este exemplo nao seja seguido, pelo menos sem padroes de seguranca.

    Responder

  19. SOU MORADORA EM PARANAGUÁ, TAMBÉM SOU CATÓLICA, E ATÉ AGORA NÃO ENTENDI O QUE O PADRE ADELIR QUERIA PROVAR COM ESSE VÔO.
    UM MISSIONARIO TEM DIVERSAS FORMAS DE PREGAR O EVANGELHO, MAS VOAR EM BALÕES DE FESTA, SEM AO MENOS SABER OPERAR UM GPS(Q HOJE PODERIA FACILITAR SUA LOCALIZAÇÃO), É MUITA BURRICE.
    O MAIOR PECADO DO,PADRE A MEU VER FOI A VAIDADE.
    VAIDADE EM ADMINITR QUE O TEMPO NÃO ERA BOM PARA VOAR E MESMO ASSIM INSISTIR.
    MEUS SENTIMENTOS A COMUNIDADE E AOS FAMILIARES.

    Responder

  20. Esse padre é um um maluco suicida! Não teve a menor idéia dos riscos (e prejuízos financeiros) que a sua aventura poderia causar. Sem nenhum conhecimento de causa se largou numa viagem sem destino (…ou com destino ao além?! ) utilizando equipamentos que nem sequer sabia usar (GPS) e em condições meteorológicas adversas sob as quais nem mesmo pilotos experientes se sujeitariam. Agora lá estão dezenas de pessoas colocando suas vidas em risco para tentar localizá-lo.
    Ah!!… a conta dessas buscas vais custar bem cara!! E adivinhem quem vai pagar? Nós, …é claro! Afinal os recursos que estão sendo utilizados vieram (..e vêm) dos nossos impostos. Só espero que todos os esforços e gatos que vêm sendo dispendidos na tentativa de encontrá-lo resultem positivamente!

    Responder

  21. Como disseram os árabes: “Confie em Alá, mas amarre seus camelos”. Essa história de voar em balões perto do litoral sem ao menos saber manusear um GPS é muita burrice para mim. Pena que veio de uma pessoa virtuosa. Que esteja bem onde estiver, e que sirva de exemplo para os próximos.

    Abraços (E parabéns pelo blog Daniel)

    Responder

  22. Se morrer nós podemos indicá-lo ao PRÊMIO DARWIN desse ano. Tenho certeza que uma idéia idiota dessas levaria no mínimo menção honrosa!!
    Acho que ele possui todos requisitos, vejam:
    Incapacidade de gerar descendência – através da própria morte ou esterilização. Excelência – forma sensacional e estúpida com que comete o erro. Incrível desuso da lógica e da razão.
    Auto-selecção – Causa o desastre por si mesmo; com mérito incondicionalmente individual.
    Maturidade – O indivíduo deve estar em total uso das suas capacidades mentais e físicas. Deve possuir capacidade de julgamento e raciocínio.
    Veracidade – O evento tem de ser verificável.Excluem-se as Lendas Urbanas!! =P

    Responder

  23. No mínimo IMPRUDENTE!!
    Não saber usar o GPS e decolar com aquele tempo?
    E agora, quem banca todos os gastos das patrulhas de resgate e demais gastos na sua procura?
    É, a intenção de arrecandar fundos talvez não tenha dado resultado, mas chamou a atenção de vários países, acabei de ver uma matéria em um site canadense, que beleza hein!!
    Então mudemos o ditado…
    “Não vãi querer ensinar o padre a rezar a missa!”
    para…
    “Não vai querer ensinar o padre a voar!”

    Responder

  24. Moisés,se o teu problema é com dinheiro,não se preocupe,ele corrói não terá serventia quando for para junto do pai(caso vc for).Evite vomitar bobagens sobre uma pessoa como o Padre Adelir ,que vc não conhece e não é osso pra andar na boca de cachorro,vc deveria pegar um terço e reza-lo para que este homem continue vivo para ajudar pessoas tolas e dinheiristas como vc .Durma em paz enquanto Padre Adelir morre de frio,fome e angústia em alto mar com ondas de quase dez metros.Cubra-se com teu cobertor Moisés enquanto o frio das aguas corroem os ossos do Padre Adelir.Noisés respeite a dor de um povo que está prestes a tornar órfão.Reduza-se à sua insignificância,e deixe de ser usado como instrumento de discórdia e desunião neste triste momento.Se nã pode ajudar NÃO ATRAPALHA NÓ CEGO!!!!!

    Responder

  25. Isso que aconteçeu é pura cupa das autoridades Federais, que permitiram um padre vooar

    Responder

  26. Sem comentários… como é que um irresponsável desses me faz uma coisas dessas.. E agora envolve todo um aparato para tentar resgatá-lo… Enquanto pessoas tem reais problemas na cidade, um monte de bombeiros estão alocados para achar o Padre… Isso é pura Irresponsabilidade…

    Responder

  27. Eu acho que o padre devia se preparar melhor para fazer uma coisa desse tipo! Ele não sabia nem mexer no GPS do celular dele…

    Responder

  28. Boa noite caro leitores e Srs. do Blog!!
    Há uma semana atrás enviei um recado para este blog,acima voces poderao ver,entao veio mais uma vez por meio desta responder à alguns sobre muitos julgarem sem ao menos conhece-lo.
    Recebi e-mails por partes de leitores e nao gostei nenhum pouco do que à de comentarem sobre o Padre.
    No meu ver primeiro teremos que se por no lugar dele e de familiares,ele nem imagina o que estao fazendo para encontrarem,segundo sobre críticas todos somos questionados certos ou errados,no caso nao sendo o contrário,julgam por ser um PADRE,terceiro é uma pessoa normal como nós,quarto sobre aparatos como alguns dizem sobre os gastos que estao sendo feitos,e muitos dizem que somos nós que vamos pagar,como citam os impostos,e os Políticos???O que eles fazem de errado nós pagamos!!!Se a Mídia nao colocasse estes quetionamentos sobre gastos públicos ninguém saberia quanto seria gasto,tudo é essa bendita desta Televisao que cega nós telespectadores,eles ganham com polemicas.
    O salário deles é nós que pagamos,se ninguém assiste nao há audiencia e programa ou Jornal sai doar,acaba falindo.
    Sobre o GPS que muitos julgam o mesmo sabia usar,nao era a primeira vez que ele usava,foi uma falha na configuraçao ao levantar voo que causou este ocorrido,voces devem ter e usar celular,entao,é mesma coisa que se tivesse acabado a bateria,ou ficasse fora de área,o que dizem por aí na Mídia é tudo para levantar polemica,audiencia e julgarem por ser um Padre,se fosse uma pessoa qualquer ja tinham esuqecido o caso!!!
    Grande abraço a todos!!!

    Responder

  29. Acho que o padre é parente do Barão de Munchausen, que voou agarrado em tres patos.
    Todos nós sabemos que a medida que aumenta a altura do voô, o ar fica mais rarefeito fazendo com que os balões, de borracha comum, não suportem a pressão interna e estourem.
    Penso que o padre levou uma varinha com uma agulha na ponta e asssim que sumiu de vista começou a estourar, balão por balão, para um pouso suave, o resto ele vai contar depois.

    Responder

  30. Não dá pra acreditar no que vi e li – Ainda que acidentalmente, pois não era minha intenção!!! Uma simples pergunta solucina caso: vcs já ouviram falar de um tal de gás “hélio” suas propriedades? Pelamordedeus…..

    Responder

  31. Ola boas reflexões sobre o Padre mas como diz o proverbio chines quem não ouve conselho ouve coitado,
    e que de boa intenção o inferno esta cheio
    meus pesames para a a familia do padre.

    Responder

  32. Condolências para a família do padre. Fico imaginando, deve ser uma tortura para seus parentes e amigos, verem tantas pessoas fazendo chacotas e piadas de muito mau gosto sobre ele (vide comunidades do Orkut e alguns vídeos do Youtube). Ele teve culpa, sim teve. Mas os culpados reais foram os órgãos públicos que acompanharam todo o processo, e que o deixaram voar com o tempo naquelas condições. Se o pior vier a acontecer (como de fato parece que vai), as autoridades têm que levar uma parcela de culpa (ainda que de menor parte, pois ninguém o obrigou a isto fazer). Se não deixassem voar, nada disso ocorreria. Pensem nas tragédias que poderiam ocorrer, se ao sair do curso desejado, ele entrasse na rota de aviões de passageiros! Quantas vidas estariam em risco ? Irresponsabilidade das autoridades.

    Entretanto, na vida aprendi que não existem erros em nossas vidas que tenham sido causados unicamente pelos outros, e que não tenhamos nenhuma culpa. O padre, por exemplo, não sabia operar GPS, aparelho que a meu ver, é indispensável para qualquer aventureiro, quer seja ele de primeira viagem ou não. Queria levar 20 horas voando, mas seu celular só lhe dava autonomia de 3 horas. Ele levava pára-quedas ? Tendo em conta que, acima das nuvens, o ar é rarefeito, ele levava algum equipamento para auxiliá-lo, caso lhe faltasse ar ?

    Quanto a não saber sobre condições metereológicas, corrente dos ventos etc, nós até que entendemos. Mas, já que ele queria ser balonista, deveria levar mais a sério as aulas, não ? Ele não freqüentava as aulas com muita regularidade. Eu gosto muito de surf, por exemplo, o que não faz de mim um surfista preparado para enfrentar as ondas gigantes de JAWS. Então, para que vou me meter em algo que ainda não tenho conhecimento teórico, muito menos prático ? Isso tem nome: suicídio.

    Fica difícil de acreditar que ele realmente desejava alcançar o seu objetivo, ou seja, pousar em segurança. Ele disse que estava fazendo uma grande obra, mas como sacerdote, deveria entender que jamais se deve colocar Deus à prova, ainda mais por coisas assim. Quando tentado no ermo, Jesus foi desafiado pelo Diabo a pular dum abismo, visto que ele era o filho de Deus, nada lhe aconteceria. Jesus recusou, pois sabia que não deveria colocar Deus à prova por coisas irrelevantes tais quais.

    Que pelo menos, ele sirva de lição para todos os aventureiros que já se julgam preparados para condições extremas, seja qual for a atividade. Estudem, aprendam primeiro, e antes de tudo, pensem em suas famílias e em seus amigos, por que, o máximo que poderá lhe ocorrer é morrer, em contrapartida, a dor, e a humilhação (causadas pelas piadas e chacotas) que será sentida pelos que ficam será irreparável. Pensem nisso. Antes de encarnarem o Barão de Munchausen.

    Responder

  33. fico apenas observando de longe !!!
    todo mundo pira
    o padre piro
    teve uma pira
    e pago o pato pra ver
    não coloque governos e mídia
    no meio
    esse país já é uma bagunça
    vc acha que vão ligar para um padre doido
    aff
    nem tinha pensado nisso
    graças a deus é um padre a menos no mundo
    o beleza
    façãm o seguinte
    apenas respeitem apira do padre
    ou assim como dizia minha tia
    cada um assim como qué

    Responder

  34. Algumas pessoas estao falando tolices a respeito ao Pe. Adelir Antonio De Carli,a unica coisa q tenho a dizer.Aquilo que o Padre idelaziou foi feito,pois queria mostrar as dificuldades dos caminhoneiros que passam pelo porto de paranaguá,para descarregar ou carregar alguma coisa.Só quem conhece a pura realidade disto sabe muito bem que estou falando.Se lembrem que alem de ser Padre é um ser humano igual a nós,ficam falando bobagem sobre o ele,imagina se fosse um parente seu como ficaria?Será que realmente você ia se preocupar?Claro que sim!!!!
    Abraços….

    Responder

  35. Shakespeare: “O dia em que o último advogado for enforcado nas tripas do último padre o mundo será diferente”

    Deveriamos pendurá-los todos em balões.

    Responder

  36. Arnoldo
    Mai 27, 2008 • 3:17 pm
    Shakespeare: “O dia em que o último advogado for enforcado nas tripas do último padre o mundo será diferente”

    Deveriamos pendurá-los todos em balões.

    Não sei o que o amigo faz,mas nós advogados lemos e estudamos e muito.
    Padres também estudam lêem muito.
    Os primeiros resolvem os problemas práticos do mundo.
    Os segundos resolvem os espirituais.
    Outros fazem citações de Almanaques. Não sonham com um mundo melhor,nem lutam para isso.
    Data maxima venia,a auto-tutela que o sr. prega não é permitida em sociedades civilizadas,graças a Deus.
    E nós,advogados estaremos velando por isto.

    Responder

  37. Shakespeare: “O dia em que o último advogado for enforcado nas tripas do último padre o mundo será diferente”

    Em ma sociedade avançada não terremos padres nem advogados, nâo serão necessários, mas creio que nâo chegaremos-la, basta observar algumas caracteríticas do povo em geral(hábito de assistir filmes Tv…)comuns,quase que na totalidade no ocidente e em expansâo no oriente.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *