in Etc

Biometria Doméstica

E para meu deleite total, conforme a tecnologia avança as soluções biométricas se tornam mais e mais sofisticadas, populares e, acreditem, acessíveis. Antes de mais nada, se você não sabe do que trata a biometria, trata-se de uma técnica que emprega o uso de características pessoais únicas das pessoas para permitir sua identificação. Assim, a leitura de retinas, íris, e mais recentemente, do desenho do esmalte dos dentes, são todas técnicas de identificação biométrica.

A técnica de identificação mais simples, empregada no Brasil desde o início do século XX inclusive para a confecção de nossos documentos de RG, é a leitura de impressões digitais. Conforme eu mesmo já citei em posts anteriores sobre o mesmo assunto, vários filmes, como Eu, Robô (2004), estrelado por Will Smith, retratam a biometria como método para a confirmação de pagamentos e para o controle de acesso físico aos ambientes em empresas.

Mas que tal usar um sensor biométrico em uma fechadura na porta de sua própria casa? Pode ser uma proteção ultra-avançada para seu lar, baseada na digitalização e reconhecimento de suas próprias impressões digitais — e as de até 137 outras pessoas — para só abrir a porta para aqueles em quem você confia. Pela bagatela de US$ 199,00 — o que não chega a ser lá tão caro atualmente — você pode adquirir o Fingerprint Keypad Door Lock FSLA93, produto inovador e carro-chefe de vendas da FSLocks.

O produto possui trancamento automático, acesso através de PIN e, em último caso, pode-se inclusive utilizar uma chave comum para abrir a porta. De qualquer forma, quando vejo a fechadura hi-tech sinto logo um impulso quase incontrolável de comprar uma. Quem sabe não chegue por aqui com preços mais acessíveis, não é mesmo?