A Barata Robô Assassina

Cientistas belgas, franceses e suíços têm tudo para ganhar a admiração de centenas de milhares de donas-de-casa do mundo inteiro, se sua invenção realmente funcionar: Eles são os responsáveis pela criação de um minúsculo robô que, segundo alegam, pode se infiltrar entre as baratas — para as representantes do sexo feminino, um dos seres mais repugnantes da face da Terra —, influenciar seus hábitos e, ainda por cima, conduzi-las a um lugar onde poderiam ser facilmente exterminadas.

O grupo levou 3 anos filmando os insetos, para desenvolver um software que imitasse seu comportamento: O nome da criação é InsBot, e tem o tamanho de uma caixa de fósforos e aroma de barata. Jean-Louis Deneubourg, um dos pesquisadores que criou a mini-barata, diz que é possível imaginar pessoas comprando seu invento em 5 ou 10 anos, para se livrarem do mal.

Enquanto isso, a boa e velha chinelada certeira continuará vindo em socorro das mulheres indefesas, não é mesmo?

Dedicação

Este texto que eu recebi da Vanessinha é a mais pura verdade, embora às vezes dê vontade na gente de ficar na frente da televisão à noite, ou então jogando cartas ou tomando cerveja…

Dedicação é a capacidade de se entregar à realização de um objetivo.

Não conheço ninguém que tenha progredido na carreira sem trabalhar pelo menos 12 horas por dia nos primeiros anos.

Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho sem sacrificar sábados e domingos pelo menos uma centena de vezes… O sucesso é construído à noite! Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas para conseguir um resultado diferente da maioria, você tem de ser especial.

Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois, infelizmente, ela não é modelo de sucesso.

Se você quiser atingir uma meta especial, terá de estudar no horário em que os outros estão tomando chopp com os amigos. Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar, enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

A realização de um sonho depende de dedicação. Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica. Mas toda mágica é ilusão. E ilusão não tira ninguém do lugar onde está. Ilusão é combustível de perdedores.

Texto de Roberto Shinyashiki no livro “O sucesso é ser feliz”

Gravatares

O termo pode parecer um tanto quanto estranho para quem não está habituado a ele: Afinal de contas, o que é um avatar? Para quem não sabe, um avatar é uma figura ou imagem, pequena, normalmente medindo entre 40 x 40 a 80 x 80 pixels, utilizada pelas pessoas como uma representação de si mesmas em fóruns de discussão, sites de leilões, weblogs e por aí afora.

Os avatares se tornaram populares sobretudo por conta de instant messengers como o MSN: Nas versões mais recentes do programa é possível visualizar uma pequena foto ou desenho da pessoa com quem você está conversando.

Lendo o blog do Glacial, me lembrei de ter-me inscrito, há algum tempo atrás, em um site chamado Gravatar. Um Gravatar é um avatar global, ou seja, uma vez cadastrado pode ser usado em qualquer site da internet, inclusive em blogs.

Isso me remete ao assunto final deste post: Instalei, justamente por ter lido a dica dada pelo Glacial, o plugin para WordPress que permite que o gravatar de cada pessoa que deixar um comentário em meu site seja exibido ao lado deste mesmo comentário. Se você ainda não tem um gravatar, acho que é hora de pensar em criar um.

Santa Cabeça!

Gert Mittring é meu mais novo ídolo. E não é porquê ele, aos 38 anos de idade, é doutor em Ciência da Computação, Psicologia e Educação. Acontece que este alemão acaba de se tornar o mais novo recordista mundial de velocidade em cálculos matemáticos de cabeça.

Segundo o The Times, ele precisou de apenas 11,8 segundos para extrair a raíz décima-terceira de um número de cem dígitos, ou seja, a multiplicação de um número por ele mesmo treze vezes.

Os espectadores, que acompanhavam a façanha, estavam todos de calculadora em punho para conferirem o resultado, que estava correto. É uma pena que tal recorde não seja reconhecido pelo Livro do Guiness: Consideram que cálculos matemáticos deste gênero não merecem registro, pois “uns números são mais fáceis que os outros”. Afinal de contas, até hoje, as pessoas mais rápidas de cálculo de cabeça que eu conhecia eram alguns amigos meus que estudaram pelo fantástico método Kumon.

O Rei dos Hambúrgueres

Não pensei que transmissão de pensamento ocorresse tão inadvertidamente assim. Na semana passada estávamos todos almoçando fora quando um colega meu, comentando sobre uma cadeia de lanchonetes de batata assada aqui da região, gerou uma conversa sobre grandes cadeias de lanchonetes, como o McDonald’s. A conversa me lembrou que há meses atrás eu tinha lido sobre a vinda, para o Brasil, do maior concorrente do Restaurante do M amarelo: O Burger King. Obviamente, comentei a respeito durante o almoço.

Eis que abro a internet agora e descubro que a primeira loja deles já está funcionando: Abriu hoje o primeiro Burger King do Brasil. A empresa brasileira que obteve os direitos de comercializar os produtos da gigante do ramo de alimentação, que fatura, com suas lojas, cerca de US$ 1 milhão anuais, no estado de São Paulo, a BKG Brasil, foi formada por um conjunto de investidores entre os quais está Galvão Bueno (mas não percamos o apetite por conta deste último detalhe, meus amigos).

É mais fácil que percamos o apetite, aí sim, por conta dos preços praticados pelas cadeias de fast food mais populares. As marcas e as lanchonetes são bem populares, é verdade, e por isso me referi à elas assim: Afinal de contas, quem é que não conhece e já comeu em um McDonald’s? Ou, quem não comeu ainda, e não tem pelo menos vontade de comer, pra experimentar? Com o Burger King, ainda mais por este estar chegando agora ao país, porquê é que a curiosidade em experimentar não seria a mesma, não é verdade?

Vejamos meu caso, apenas como exemplo ilustrativo… Quando eu vou ao McDonald’s, opto por comer um Crispy Chicken, que não sai por menos de R$ 8,95 aqui em São José dos Campos, maior valor cobrado pela lanchonete. A notícia do Estadão menciona que os lanches do Burger King são mais caros, ou seja: Se eu quiser experimentar uma novidade por lá, a mais barata sairá por esse preço, já que o combo mais caro do BK saí pela bagatela de R$ 12,50.

Caro é… Mas que dá aquela vontade de experimentar, pelo menos uma vez, isso dá… Não acham?

Mais um E-Mail

E desta vez quem ataca com um serviço de webmail é o ICQ: Com seus 20 milhões de usuários, me parece que agora a companhia de mensagens instantâneas está querendo competir com serviços de e-mail como o GMail, ou o Yahoo! Mail, que oferecem 1Gb e 250Mb em suas contas gratuítas, respectivamente.

Contando com um antivírus, um filtro de spam, um tradutor instantâneo de mensagens em sete línguas e um corretor ortográfico, entre outras funcionalidades, a única coisa pela qual o ICQMail parece pecar é o espaço que oferece em vista das demais companhias: Meros 6 megabytes.

Obviamente, caso se deseje ampliar o espaço de armazenamento, pode-se pagar US$ 19,99 por uma conta com não 1Gb, mas sim com 2Gb de capacidade, a exemplo do que já é oferecido pelo MSN e pelo Yahoo, obviamente, em contas também pagas.

Prefiro, cá pra nós, continuar com o bom e velho precursor desta corrida pela maior caixa postal. Bem que o GMail poderia implantar logo um anti-vírus em sua interface. O ICQMail, afinal, já possui um, embora não tenha conseguido utilizar a interface de sua página principal a bordo de um browser de verdade, em sua versão 1.0 final. Vai entender…

The 4400, finalmente


The 4400

A expectativa pra mim era grande desde o momento em que eu comentei sobre a série pela primeira vez. Agora, finalmente, neste último sábado, tive a oportunidade de assistir à The 4400, exibido no Brasil não mais pelo USA, mas sim pelo Universal Channel, que passou a ser seu novo nome.

A série me parece ser extremamente boa, daquelas que são capazes de prender o telespectador à sua poltrona: Neste último sábado foi exibido o longa-metragem piloto, que deu origem à serie. Ele procura explicar a origem dos 4400, na verdade pessoas que desapareceram no último século em épocas diferentes, e que, de repente, são deixadas na Terra por uma grande bola de luz, todas ao mesmo tempo, com um detalhe peculiar: Nenhuma delas envelheceu um dia sequer, e agora têm que continuar suas vidas. O que muitas não sabem e não se deram conta ainda, é que agora possuem poderes especiais.

É a missão de dois agentes, Tom Baldwin e Diana Skouris, descobrir o que há por trás do mistério dessas pessoas. Tom, inclusive, está mais do que envolvido com o caso: A seu próprio pedido é colocado à frente da investigação, pois seu sobrinho é um dos 4400 que retornaram repentinamente, enquanto que seu filho, que estava com o sobrinho quando este desapareceu, se encontra em estado de coma profundo. Mal posso esperar pelo próximo episódio, que virá na sexta-feira, dia 26/11, às 23h00.

Gigapixels

Minha Sony Cybershot P-72 possui uma resolução máxima de meros 3.2 megapixel. Embora seja menos do que possuem câmeras mais recentes, com 4.1 ou 5.2 megapixel, já é bastante satisfatória para se obter impressões de fotos com qualidade fotográfica de uma câmera não-digital. Agora imaginem vocês se alguém, em algum lugar do mundo, impusesse a si mesmo, como desafio pessoal, obter a maior foto do mundo, com qualidade medida em gigapixels?

2,5 bilhões de pixels. Esta foi a resolução da maior foto digital do mundo, criada por um laboratório holandês chamado TNO, que se impôs o desafio ao qual me referi acima.

A imagem gigantesca foi criada costurando juntas 600 fotos da cidade holandesa de Delft. Se impressa na resolução padrão de 300 dpi, a foto teria 2,5 metros de altura por seis metros de largura, tamanho equivalente ao de um ônibus londrino, de dois andares.

A costura à que a notícia se refere utilizou-se de um processo automatizado, que empregou cinco PCs durante três dias seguidos. Bem diferente do processo que foi empregado por Max Lyons, em 2003, quando a primeira foto a ser medida em gigapixels foi tirada. Na época, Max costurou manualmente 196 fotos que ele havia tirado separadamente do parque nacional Bryce Canyon, em Utah, EUA.

Agora que o laboratório TNO já está exibindo seu grande feito, eles pensam em partir para um desafio maior: Ao invés de fotos simples, querem montar uma visão panorâmica de uma outra cidade holandesa, claro, usando resoluções ainda maiores. Coisa de maluco, mesmo…

Calça Geek

Calça Geek, em Raio-XAtualmente é muito fácil para qualquer amante das novidades digitais adquirir uma série de gadgets diferentes. São tocadores de MP3 portáteis, câmeras digitais, pen drives e mais uma série de equipamentos que hoje acabaram se tornando parte integrante da vida de muita gente.

Sair, por exemplo, com uma câmera digital em punhos, pode ser uma aventura daquelas, principalmente se você mora em uma cidade grande, onde os índices de violência e perigo sejam comprovadamente altos. Então, acredito que a melhor saída seja sempre ocultar a câmera — sendo que o mesmo exemplo se aplicaria para qualquer outro gadget do qual estivermos falando.

Navegando por aí acabei encontrando um artigo que efetivamente chamaria a atenção de qualquer pessoa normal querendo carregar, ao mesmo tempo, seu telefone celular 3G, sua câmera digital de última geração, seu pen drive, seu tocador de MP3 e todas as suas outras parafernálias: Trata-se da SCOTTeVEST’s Hidden Cargo Pants, a primeira calça fabricada levando-se em consideração o geek que há dentro de cada um de nós.

Além dos bolsos normais que cada calça já possui normalmente, esta é diferente: Contém 12 bolsos ocultos, fechos magnéticos nos bolsos dianteiros e traseiros, cobertura de Teflon, bolsos dentro dos bolsos, bolsos com zíper e por aí afora. Uma coisa que me ocorreu foi que, cheia de aparelhos e gadgets, a calça provavelmente pareceria desconfortável para usar, além de meio estufada. Quando vi algumas fotos, no entanto, cheguei à conclusão de que isso não parece ser verdade.

Resta saber apenas uma coisa: O investimento pela calça, que custa cerca de US$ 110, vale a pena?

Clone por 16 dólares

Diversos incautos que vêm visitar este humilde blog procuram por informações relacionadas a celulares. As palavras-chave que estas pessoas mais buscam têm a ver com o desbloqueio de celulares GSM, e com a clonagem dos cartões SIM (Subscriber Identity Module), apelidados popularmente aqui no Brasil de chips. Neste último caso nem me arrisco a questionar as motivações que estes visitantes têm para que desejem clonar chips de celulares, mas parece que os desejos destas pessoas podem mesmo se tornar realidade.

A GemPlus International AS fabricante de SIM cards e smart cards de Cingapura acaba de anunciar a invenção do MySIMcopier , um dispositivo que, por lá, será vendido por cerca de US$ 16, e que permitirá copiar dados entre um SIM card e outro. Ou seja, de certa forma, tal aparelhinho é um viabilizador de clones de chips.

Obviamente, não se pode dizer que este aparelho foi criado com a finalidade principal de copiar cartões de identificação dos celulares alheios. Sua finalidade é, na verdade, permitir que revendedores e operadoras de celulares comercializem a confecção de cópias de segurança de informações como a agenda telefônica dos usuários. A Vivo, aqui no Brasil, por sinal, oferece um serviço similar. Mas obviamente é preciso ter cuidado com os aparelhos GSM. Eu mesmo, que possuo um, confesso que fico meio com o pé atrás, receoso por uma onda de utilizações indevidas de tal dispositivo. Será que estou exagerando?

Questão de Saúde

Acabo de descobrir uma coisa que pode ser do seu interesse, assim como é do meu, caso você seja mais uma destas pessoas que vira a madrugada na internet. Descobri que ficar sem dormir o número correto de horas por noite pode estar ligado à obesidade. Isso, pelo menos, é o que afirmam especialistas da Columbia University, de Nova York.

Como todos sabem, o correto é que as pessoas descansem, dormindo, cerca de 7 a 9 horas seguidas por noite. Este tempo é necessário para repormos nossas energias, além de servir para solidificar em nossas mentes aquilo que tivermos aprendido durante o dia. Segundo a pesquisa, aqueles que dormem menos de quatro horas por noite têm 73% mais chances de se tornarem obesos do que aqueles que dormem durante o período correto.

Se você dorme mais do que quatro horas, mas menos do que o recomendado, também corre riscos: Se seui tempo médio de sono é cinco horas, então você tem 50% de risco de se tornar obeso. Dormindo seis horas (quase o tempo mínimo correto), as chances caem para 23%. Ou seja: Está cientificamente comprovado que se você dormir direito, acaba perdendo peso. Bom, talvez não. Você pode manter o peso dormindo bem. Desde que, aliado à seu descanso, obviamente, você associe boa alimentação e exercícios regulares. Coisas que eu preciso incorporar à minha vida, ainda mais com um baby a caminho.

Vá Ler um Livro!

Desligue a TV e vá ler um livroSe você estivesse assistindo televisão e de repente a programação do canal que você estivesse sintonizando fosse suspensa e substituída por uma mensagem pedindo que você desligue a televisão e vá fazer outra coisa, no caso, ler um livro, o que você faria? Procuraria, efetivamente, um bom livro e desligaria seu aparelho de TV, ou passaria a mão pelo controle-remoto automaticamente, procurando outra coisa pra assistir?

É difícil responder à essa pergunta? Bom, a MTV resolveu partir pra uma campanha que incentiva a leitura e espera aumentar o nível cultural da população jovem brasileira, através da busca de conhecimento em livros, exatamente desta forma: Entre 13 e 15 horas, desde o dia 1ú de novembro, os telespectadores da emissora vêm em suas televisões a mensagem que ilustra este post, e têm o áudio da TV invadido por um zumbido chato que realmente faz com que se deseje desligar o aparelho. Ou mudar de canal. Segundo nota que eu li no Estadão, 14% do público alvo da emissora realmente seguiu o conselho.

“Se foram ler um livro, não sei dizer, mas pegaram o espírito da coisa”, disse o diretor-geral da emissora, André Mantovani.

Pessoalmente, gosto muito de leitura. Acho um hábito muito mais saudável do que ver televisão, isso eu lhes garanto. Tudo bem que parte da minha leitura (uma bela parte, por sinal) acontece em frente à tela do computador, enquanto me atualizo com as notícias e acontecimentos do dia, mas também, desde meu último aniversário, por exemplo, estou às voltas com duas obras primas que me foram presenteadas: Uma delas é O Código Da Vinci, de Dan Brown, que aliás, já acabei de ler e preciso resenhar em um post que confesso que estou lhes devendo neste blog.

A outra obra é Olga, de Fernando Morais, que deu origem ao filme de mesmo nome recentemente. Este eu ainda não comecei a ler, mas pretendo fazê-lo muito em breve. Sem contar que estou tentado a comprar Anjos e Demônios, também de Dan Brown, e ainda preciso ler o último livro de Harry Potter e terminar a trilogia de O Senhor dos Anéis, em edição de mais de 1000 páginas que junta os três volumes, e que ainda não botei em dia.

O que estou querendo dizer é que assino embaixo de iniciativas como esta, da MTV, ou mesmo do canal americano Nickelodeon, que recentemente tirou sua programação do ar por um dia inteirinho só para fazer com que as crianças saíssem de suas casas e se dedicassem à prática de esportes. Nossa vida é mesmo muito sedentária. No que diz respeito à cultura, o brasileiro, na minha opinião, precisa se dar conta de que ler é bom e que isso abre a mente e desenvolve a inteligência. Já é hora de pararmos de ser o país onde 99% das pessoas olha pra um livro e sente preguiça só em ver seu número de páginas, ou atenta para o fato de que não há figuras no interior.

Portanto, pelo menos durante 1 hora por dia, desligue esse seu computador, como eu faço, e se dedique a prestar atenção às palavras de seus autores favoritos. Não tem nenhum? É hora, talvez, então, de rever seus conceitos… Mãos ao livro!

Grávida!

Grávida

Uma notícia que recebi na segunda-feira passada me deixou extremamente contente, e, é claro, eu não poderia deixar de compartilhar com vocês aqui no blog: Acontece que este que vos escreve está para se tornar papai!

A Alê, minha esposa, fez um exame de sangue porquê já estava desconfiando, e o resultado não foi outro, senão positivo! Grávida há um mês e pouquinho, aproximadamente — apenas o ultrassom poderá determinar com certeza o tempo de gestação até agora — ainda não sabemos se teremos um filhinho ou uma filhinha. O importante é que venha com saúde e que receba bastante amor — coisa que nós dois, papais de primeira viagem, certamente não deixaremos faltar.

Amor, eu te amo muito, e este é o maior dos presentes que você poderia me dar! 😉

A morte de um favorito

A paixão por certos softwares, para certas pessoas, chega a ser tão grande quanto aquela que a grande maioria do público masculino costuma expressar por times de futebol. Os softwares das mais diversas categorias existem aos montes, e é fácil encontrar pela internet defensores e mais defensores deste ou daquele programa, por esta ou aquela funcionalidade. Exemplo muito simples e que tem estado muito em discussão ultimamente é o Firefox, que acaba de lançar sua versão mais recente, a tão esperada 1.0 Final, que, aliás, ainda não saiu em português.

Comece a navegar pela internet afora e você vai descobrir logo que muita gente trocou o Internet Explorer, em caráter definitivo, pelo browser da raposinha. Eu, inclusive. E não destroco. Confesso que um browser gratuito, compacto, leve e cheio de recursos é algo fantástico como ferramenta para ir de um lado a outro na web, e por isso não o troco por nada. Mas não é no mundo dos browsers que a gente nota grandes movimentações desse tipo. Há alguns anos atrás eu usava, para ouvir música no meu computador, um belo programa, precursor de sua era, chamado Sonique. O Sonique tinha skins, era super leve e tinha um arquivo muito pequeno para se fazer download, e com ele surgiu o conceito de plugins para extender as funcionalidades do player.

A coisa ia muito bem para o Sonique, até que a Lycos o comprou, e o desenvolvimento praticamente estancou na versão 1.96 do programa, que está lá no site deles, para ser baixada até hoje. Assim sendo, mudei de opção rapidamente. Era chegada a minha hora de experimentar um programa do qual tanto se falava na época, um tal de WinAmp. Desde que eu o experimentei passei a considerá-lo, sinceramente, meu favorito. Acho que ele é um player cheio de recursos, e que por ter sua versão gratuita lembra em parte o próprio Firefox, lembrança reforçada pelo fato de o player também possuir skins, entre elas a minha favorita: MMD3, que eu uso no meu WinAmp até hoje.

Acontece que meu favorito morreu. Uma notícia do BetaNews foi sua sentença de morte: Desde a saída da AOL de Justin Frankel, criador do WinAmp e seu principal desenvolvedor, em janeiro passado, a equipe que desenvolvia o programa nunca mais foi a mesma. Por uma série de desavenças entre a AOL e os desenvolvedores, que sempre estiveram acostumados a correrem atrás de suas próprias idéias sem estarem presos à laços corporativos, o programa foi abandonado: Poucas pessoas estão trabalhando no projeto, apenas corrigindo falhas menores, mas nenhuma versão nova do programa deverá ser mais desenvolvida.

Será hora de correr atrás de uma alternativa para aquele que se tornou de longe o mais famoso MP3 Player do mundo?

Continuar lendo

A Cura

Atualmente é tão complicado navegar pela web e encontrar boas notícias que, quando isso acontece, fica até difícil de a gente acreditar em alguma coisa pra valer. Mas parece que a descoberta recente de um grupo de cientistas da Universidade de Glasgow pode realmente nos trazer felicidade. Eles parecem ter descoberto uma nova técnica terapêutica que parece ser capaz de curar todas as doenças.

Através da chamada interferência do RNA os pesquisadores disseram ser possível anular o efeito dos genes que dão origem às doenças. Através de testes, realizados com ratos de laboratório, foi possível que eles reduzissem o nível de colesterol dos animais, aplicando RNA em células doentes.

O RNA é uma molécula parecida com o DNA e que, já se sabe há algum tempo, tem a capacidade de “desligar” os genes, tornando-os inoperantes. Fabricar moléculas de RNA no laboratório é um processo relativamente simples, mas os cientistas sempre encontraram dificuldades para conseguir fazê-las chegar às células doentes.

Espero que a pesquisa destes cientistas dê bons frutos, pois me parece ser bastante promissora. Só o simples fato de imaginar que doenças das mais graves possíveis possam ser tratadas, lado a lado, com aquelas mais comuns, através de um método único, já parece absurdamente fantástico. Mas hoje em dia, como muitas das coisas que a gente vê apenas em filmes de ficção científica têm se tornado reais, então esta é apenas uma comprovação de que a cura pra todas as doenças pode estar mais perto do que nunca…

Protesto Legal

Senhores pais que prometem mundos e fundos aos filhos, caso estes se comportem, não briguem com o irmãozinho menor, ou tirem boas notas na escola, cuidado: A falta no cumprimento de suas promessas pode fazer com que vocês acabem tendo que enfrentar um processo!

Em Hong Kong, esta semana, um garoto de 11 anos moveu uma ação contra sua própria mãe depois que ela inadvertidamente prometeu lhe comprar um computador novo caso seu aproveitamento na escola fosse superior a 94%. Como todo bom estudante, ele se empenhou e acabou com 97%, mas, sem seu grande prêmio, e por isso, ao se sentir lesado, resolveu optar pelo processo…

Felizmente, o juiz conseguiu a reconciliação entre as partes.