Febre de 1 Gigabyte

Os chineses podem se dar por satisfeitos, pelo menos no que depender do Yahoo. É que em um movimento que visa bater de frente com seu maior concorrente no mercado de fornecimento de serviços de e-mail, o Google, que anunciou no começo do ano o lançamento do GMail, provedor de contas de e-mail gratuitas com capacidade de armazenamento de 1 Gigabyte, o Yahoo chinês anunciou esta semana que está ampliando a capacidade das caixas postais de todos os seus usuários.

As novas caixas postais passarão a contar com os mesmos 1 Gigabyte que o GMail disponibiliza, com a diferença de que o serviço não será prestado a poucos escolhidos, como faz o Google, por enquanto, mas sim a todos os que possuem conta com o Yahoo: A única exigência feita pelos chineses é que seus usuários primeiro criem uma conta no Yahoo Instant Messenger, e adicionem pelo menos 1 contato, para que possam ter direito à todo o espaço oferecido.

Embora seja uma excelente jogada por parte do Yahoo, a novidade não alegra aos usuários do restante do mundo. É que não há planos — pelo menos num futuro próximo — para extender a capacidade das contas de e-mail do Yahoo nos outros países. Neste caso, resta continuar contando com a capacidade atual — que já é maior do que a anterior —, de 100Mb. Particularmente, no meu caso, independente do que possa acontecer, eu continuo baixando meus e-mails diretamente para a minha máquina, utilizando o excelente Mozilla Thunderbird, que possui acesso POP a múltiplas contas e seu maior diferencial: Um poderosíssimo filtro anti-spam. Que as contas com capacidades gigantes se tornem mais palpáveis primeiro, antes que eu possa dar meu veredito final sobre o assunto…

em Etc | 300 Palavras

Casquinha de Baseado

Jovem encontra maconha em sorvete do McDonald’s

De acordo com a polícia de San Benito, somente dois funcionários do McDonald’s fizeram os sorvetes naquela manhã. O gerente da lanchonete disse à polícia que os funcionários passam por testes de droga. Nenhuma acusação foi feita.

Duas coisas me chamaram a atenção nesta história: A primeira delas é o fato de que esta história não aconteceu no Brasil, e sim nos Estados Unidos, país de primeiro mundo e que, por isso, muitas vezes, julgamos ser isento deste tipo de ocorrência. A segunda coisa é que a família da jovem, Valerie Valle, de 16 anos, e todos os 7 integrantes de sua família resolveram não prestar queixa a respeito do ocorrido.

Fico imaginando o que poderia ter havido caso a coisa tivesse acontecido por aqui…

em Etc | 142 Palavras

Datas, datas e mais datas

CalendárioEstar em férias em pleno mês de julho me levou, como já citei antes, à Ubatuba, onde procurei passar alguns dias relaxando. Enquanto estava por lá, e também após a minha volta, diversos acontecimentos marcantes se sucederam, sobretudo a partir do último dia 25. É sobre estes acontecimentos que eu desejo falar neste post, portanto, vamos em frente, não é mesmo?

25 de julho: Uma data mais do que especial. Vinte e cinco de julho foi o aniversário da minha irmãzinha Paulinha, fato que eu não poderia ignorar, nem deixar de registrar aqui. Embora eu esteja um pouquinho atrasado, com essa bagunça de fim de férias, quero deixar aqui os meus parabéns, e os meus votos de que você seja muito feliz, viu mocinha? Você sabe o quanto eu gosto de você, e quanto quero que todos os seus desejos se realizem. Um grande beijo do maninho!

26 de julho: Eu não sabia (ou será que eu não me lembrava?), mas o fato é que 26 de julho é o Dia das Avó. Eu que, com a graça de Deus, ainda tenho minhas duas avós pertinho de mim, quero deixar registrado o meu carinho por elas, sobretudo minha vó materna, a Vó Amélia, que não só ajudou a me criar, porquê meus pais sempre trabalharam fora, mas também se tornou a avó de muitos amigos meus que por sinal lêem o meu blog. Vós, eu amo vocês!!

27 de julho: Aniversário de São José dos Campos, a minha terrinha natal. A cidade, que foi uma aldeia de índios emigrados de Piratininga, surgida por volta de 1564, e que recebeu anteriormente os nomes de Vila Nova de São José, Vila de São José do Sul e Vila de São José do Paraíba — esta última em 27 de julho de 1767, considerada seu aniversário —, completou 237 anos com direito a um show no Parque da Cidade, ao qual eu não fui, mas que contou com diversos artistas, como Luciana Mello, por exemplo. Apesar de tudo, minha vida está nesta cidade e eu a adoro por isso.

01 de agosto: Não poderia deixar de citar, em meio a tantas datas que resolvi marcar neste humilde blog, a do dia primeiro de agosto próximo, que será a data de batismo de minha (primeira) afilhada, Maria Júlia, que veio ao mundo por meio dos papais-coruja Zé Roberto e Patrícia, e que com certeza tem tudo para deixar o padrinho aqui muito orgulhoso. Assim que as coisas acontecerem, contarei maiores detalhes 🙂

em Etc | 436 Palavras

Abaixo de Zero

Me assustei ao acompanhar a notícia, na televisão, dias atrás, de que o dia mais frio do ano tinha sido registrado no estado de São Paulo quando, em Campos do Jordão a temperatura ficou abaixo de zero, sendo alcançada a marca de 2,5 graus negativos. É muito frio. Frio este que, embora não negativo, foi o responsável pela abreviação da temporada que eu, de férias, havia decidido passar em Ubatuba. Fiquei 10 dias por lá, e na maioria deles, acabei rodeado por uma chuva gelada, grossa e incessante. Interminável talvez a descreva melhor, já que durou dias a fio.

Embora a chuva estivesse presente, consegui o meu intuito, que era descansar. Felizmente consegui relaxar e aproveitar a estadia, passeando, tirando o atraso do sono — tanto que agora, ao invés de um saldo devedor, estou é com crédito na praça 🙂 — e lendo meus livros, que estavam todos com a leitura igualmente atrasada. Depois de esperar por algum tempo, e sabendo que a chuva não passaria (as temperaturas em Ubatuba oscilavam em torno de 11 graus, o tempo inteiro), resolvi empacotar minhas coisas e voltar para São José.

Cá estou então, de volta. Com saudade, admito, de blogar. Cheguei vendo que o meu host promoveu uma atualização do PHP, esquecendo de compilar as bibliotecas GD. Embora seja conversa de nerd, isso fez com que eu precisasse mudar meus templates do WordPress, ao menos temporariamente, já que meus títulos até então eram gerados a partir de imagens no formato PNG. Com as bibliotecas gráficas do PHP fora de ação, estou com esta versão temporária no ar, com os títulos em formato texto e sem-graça de volta. Mas logo logo espero que as coisas se normalizem…

No mais, aguardem novos posts. Estou com os dedos coçando pra escrever… 🙂

em Etc | 318 Palavras

Ubatuba

Fui. Volto em agosto. Deixem suas mensagens após o sinal e me desejem boa viagem 🙂 Até a volta!

Voltei antes da hora. Muito frio. Muita chuva, hehehehhe.

Flash Disk dos Sonhos

Swiss Memory USBNão sei quantos de vocês conhecem um Flash Disk. Para os que não sabem, trata-se de um dispositivo de armazenamento de dados tão pequeno quanto um chaveiro, ou uma caneta reduzida, que pode guardar quantidades variáveis de informação: Os menores flash disks possuem 8 ou 16Mb de capacidade, mas há versões de 32, 64, 128 ou 256Mb, e até maiores. Os flash disks eram algo incomum no meu universo até o começo deste ano. Foi quando fui presenteado com um deles, presente de minha mãe.

Meu flash disk me ajuda bastante: Com 128Mb, há uma incontável quantidade de informações que eu já armazenei dentro dele, indo desde trabalhos da faculdade — entre eles meu próprio Trabalho de Conclusão de Curso –, até cópias-pirata de CD’s inteiros em formato MP3, que transportava eu entre os diversos computadores a que tenho acesso diariamente, para ouvir música. O fato é que meu flash disk é algo inseparável de mim, hoje em dia. Leve e com uma capacidade que me atende prontamente, é uma ferramenta que passa praticamente invisível aos olhos das pessoas, possuindo interface USB.

Navegando pela Internet, há pouco me deparei com um modelo diferente de Flash Disk. Trata-se do chamado Swiss Memory USB, uma mistura de canivete suíço e flash disk. Continua sendo algo portátil, mas indiscutivelmente se tornaria facilmente um dos meus objetos de desejo, não fosse seu preço: A partir de US$ 64,99 pode-se levar pra casa um flash disk com capacidade de 64Mb. É muito caro para um dispositivo com tal capacidade. Prefiro continuar almejando possuir um deles, e esperar que alguma alma bondosa me presenteie com o canivetezinho. Ao menos por enquanto. O Swiss Memory, que está na foto que ilustra este post, conta com uma caneta, uma faca, uma tesoura e uma lixa, além de, é claro, o flash disk. É ou não é de se ficar tentado? >:)

em Etc | 323 Palavras

Homem-Aranha 2

Spiderman 2Estar de férias me proporcionou assistir, calmamente, a um dos filmes mais esperados pelos brasileiros nos últimos tempos: Estou falando da continuação da saga do Homem-Aranha, que chega à sua segunda aventura nas telas do cinema. Os 127 minutos de filme, que fiz questão de assistir em versão legendada, junto com a Alê, misturam de tudo: Desde toques sarcásticos de humor, passando pelo romance, até chegar ao melhor da coisa: Ação. Muita ação. MUITA. Inclusive há algumas cenas que, apesar de você saber que são a mais pura mentira, frutos dos mais avançados efeitos especiais, não o fazem perceber tal coisa. Você apenas começa a acompanhar a história, vibra com ela, e quando vê, a coisa foi tão bem feita, mas tão bem feira, que você apenas curtiu o momento.

Já havia lido alguns comentários esparsos a respeito do filme, e ouvia sempre dizer que o Homem-Aranha 2 é que era filme do Homem-Aranha de verdade. Bem, sei que chegou a hora de dar minha opinião. E ela é bastante simples: Realmente, este é um caso (raro) em que a continuação supera seu filme original. Se você só assistiu ao primeiro Aranha, não perca tempo: Vá logo ver a sequência. Voltei pra casa duas horas e sete minutos depois, e R$ 14,00 mais pobre, mas garanto que foi um dos melhores investimentos que eu já fiz em toda a minha vida. Ah, e há gancho na história para um terceiro filme na série. Que eu, com certeza, assistirei assim que se concretizar à frente do público, na telona.

em Etc | 274 Palavras

A Novela da Assinatura

Um projeto de lei para acabar com a obrigatoriedade de se pagar pelo valor da assinatura das linhas telefônicas. Eu já comentei sobre esse assunto aqui mesmo, há cerca de 2 meses. Parece que um dos primeiros frutos nesse sentido efetivamente se tornou realidade: É que um juiz de Catanduva, o senhor Paulo Cícero Augusto Pereira, concedeu uma liminar que suspende a cobrança da taxa de assinatura por parte da Telefônica, seja esta residencial ou comercial.

O valor da assinatura residencial, atualmente, é de R$ 31,14 por mês, para até cem pulsos gastos, e de R$ 49,93 quando o cliente não é residencial, para até 90 pulsos. A decisão do juiz, que isenta o pagamento dos dois tipos de assinatura, é algo com o quê eu sempre concordei: É direito do consumidor pagar apenas por aquilo que usa, efetivamente. Se eu passar um mês inteiro sem fazer ligação alguma — coisa que, aqui em casa, acreditem, é bem possível —, porquê deveria eu pagar pela assinatura? Está mais do que certo em minha cabeça que eu devo ficar sem pagar por um serviço que não uso.

A Telefônica já anunciou que vai recorrer da decisão — alguém aí achou que ela não iria? —, e, enquanto esperamos o capítulo final de mais esta novela, aproveito e levanto a bola para questões similares, sendo a principal delas o fato de ter que pagar para renovar meus créditos do celular pré-pago que possuo: O princípio, para mim, também neste caso, é muito simples, e funciona como abastecer o meu carro: Se eu coloco gasolina hoje e não rodo por 6 meses, ao final deste período, a gasolina continua lá, certo? Eu não preciso reabastecer, certo? Com o crédito devia ser a mesma coisa: Abasteço o celular. Se não ligo durante um tempo, quando resolvo fazer uma chamada, o que devia acontecer? Olá, créditos! Vocês estão ai!! Que bom!. Precisamos é de mais projetos de lei 🙂

em Etc | 342 Palavras

The 4400

Ao longo do século passado milhares de pessoas desapareceram. Todas elas estavam presumidamente mortas. Em 11 de julho, no entanto, elas voltaram, tão misteriosamente quanto desapareceram, e, para a surpresa de todos, sem que tivessem envelhecido um único dia sequer. O governo tenta rapidamente determinar onde estiveram estas pessoas, 4400 ao todo, o que elas sabem, e o que seu ressurgimento significa para a humanidade. Aparentemente sua presença entre nós alterará a raça humana de maneira nunca antes imaginada por qualquer pessoa.

The 4400A introdução acima é um resumo que tentei fazer a respeito do que li sobre The 4400, uma série de ficção científica que estreou hoje no USA Channel americano, e que trata de abdução: As 4400 pessoas que voltam à Terra parecem ter adquirido poderes especiais: Alguns têm força sobrehumana, enquanto outros, por exemplo, podem curar as pessoas. A confusão começa por conta de um destes 4400 desaparecidos, que comete um assassinato e põe uma agência do governo no encalço de todos eles ao mesmo tempo.

The 4400 não é uma série convencional, e sim uma mini-série com duração de 6 horas. O que o USA colocou no ar hoje foi o piloto da série, com 2 horas de duração. Não há previsão, no entanto, de quando serão exibidas as 4 horas restantes da história, escrita por Peters e Rene Echevarria (de Star Trek: Deep Space 9). Não há previsão, da mesma forma, de estréia aqui no Brasil, o que me deixa, como eu mesmo poderia definir, injuriado. O enredo da história me chamou a atenção a ponto de ficar realmente ansioso, e saber se a série é realmente, como ela mesmo se entitula, algo fora dos padrões convencionais. Resta esperar e cruzar os dedos para que a USA daqui resolva colocar no ar. Enquanto isso, leia um pouco sobre o assunto no Omelete.

Lendo seus Pensamentos

Uma nota que encontrei na New Scientist revela que os pesquisadores californianos estão fazendo coisas que eu imaginava que só seriam possíveis nos mais loucos filmes de ficção científica: Através de implantes cerebrais, Richard Andersen, lider de um projeto científico do California Institute of Technology, em Pasadena, e sua equipe, estão conseguindo ler a mente de macacos que estão sendo usados em suas experiências, adivinhando com certa precisão o que eles irão querer fazer a seguir.

As descobertas da equipe de Andersen podem fazer com que, no futuro, uma gama de aparelhos ativados pela força do pensamento sejam efetivamente desenvolvidos, o que pode ajudar pessoas com graves problemas motores, ou paralisias, por exemplo. O que me deixa curioso é o fato de que poderá se entender o que uma pessoa está querendo dizer apenas traduzindo-se suas ondas cerebrais. Isso vai muito além de qualquer coisa que a mente deste humilde blogueiro já pôde conceber.

E a margem de acerto que eles estão conseguindo obter é invejável: Chega-se a obter 67% de acerto ao tentar se adivinhar para que direção os macacos irão baseado naquilo que eles próprios têm em seus campos visuais, e, se os cientistas oferecerem aos animais uma recompensa por irem a certos lugares, a precisão aumenta para 88%. Eles são, inclusive, capazes de dizer se os macacos preferem ganhar como prêmio um suco, ou água pura. É de impressionar.

em Etc | 250 Palavras

Férias!

Do Nothing!O meu sumiço repentino da blogosfera tem a ver com uma coisa bastante simples: Desde quinta-feira estou de férias, algo que eu estava esperando já há bastante tempo, principalmente por um motivo: O término da faculdade, já que estes últimos meses, em preparação para a apresentação do meu Trabalho de Conclusão de Curso, foram estafantes. Meu cérebro chegou a dar claros sinais de que entraria em colapso caso eu não resolvesse dar uma arejada nas idéias.

Sendo assim, estou me preparando para viajar, rumo ao Litoral Norte de São Paulo: Pra quem lê meu blog há mais tempo, talvez não seja novidade que eu a-d-o-r-o Ubatuba, e que mesmo um dia de chuva à beira da praia é muito melhor do que um dia ensolarado que se passe trancado dentro do escritório, hehehehe. Durante os próximos 20 dias, contados ainda a partir da segunda-feira, 12, já que dia 9, que foi ontem, aqui no estado de São Paulo é feriado, não quero saber de mais nada que não seja a dupla sombra e água fresca. Esse blogueiro que vos digita, como também é filho de Deus, merece um pouquinho de sossego, não é mesmo?

em Etc | 205 Palavras

Cães Poliglotas?

Eu não creio que seja preciso entrar no mérito de discutir o quanto são importantes os chamados cães-guia para uma pessoa com deficiência visual. Eles são, como muitos dizem, os olhos destas pessoas, e é a partir de seus fiéis amigos caninos que enxergam o mundo. No Canadá, um país que muitos considerariam, sem pestanejar, um lugar civilizado, primeiro mundo, esta consideração sobre os cachorros deveria ser automática. Mas não é bem assim que acontece: Ao menos, não em todos os lugares…

Yvan Tessier, de Quebec, é um dos muitos deficientes visuais ao redor do mundo. Seu labrador, Pavot, é, como eu disse, seus olhos. Mas acontece que, ao frequentar as aulas de inglês da Universidade de New Brunswick, foi barrado: O motivo? Seu cachorro só entende comandos em francês, e o idioma oficial da aula é o inglês. O homem, de 39 anos de idade, sabia que tinha que falar inglês com as pessoas, mas como imaginar que a regra se aplicaria também ao companheiro canino? Agora ele está considerando fazer uma reclamação formal contra a universidade, por discriminação.

…seria muito complicado treinar novamente Pavot, um labrador preto, a responder à ordem “stay” (“fica”) ao invés de “reste”

em Etc | 213 Palavras

Na Saúde e na Calvície

Homem pede anulação de casamento ao descobrir que mulher é careca

Um professor universitário egípcio pediu à justiça para anular seu casamento ao descobrir na noite de núpcias que sua mulher era careca, publicou hoje, quarta-feira, a imprensa do Egito.

Em primeiro lugar: Como é que pode alguém se relacionar com uma pessoa, a ponto de se casar, sem se dar conta deste fato? A nota que eu li diz que a única coisa que fez com que o tal professor descobrisse que sua mulher era careca foi o fato de que a peruca dela se soltou após a noite de núpcias do casal, enquanto ela dormia.

De qualquer forma, lhes digo eu: Que mal há na calvície? Há implantes e tratamentos para que a aparência da mulher, se é que isso realmente incomodava tanto o homem, possa ser alterada. O que importa é o amor que eles sentem (ou sentiam) um pelo outro. Não acham?

em Etc | 163 Palavras

Detetives Florestais

Responda rápido: Quando pensamos em DNA, o que é que nos vem imediatamente à cabeça? Obviamente, esta resposta pode variar, já que muitas coisas surgem imediatamente desenhadas em nossas mentes (entre elas programas de gosto duvidoso, como Ratinho, por exemplo). O fato é que o exame de DNA sempre foi usado para a determinação e comprovação de paternidade. Existem, no entanto, outras aplicações para o exame, que são merecedoras de um especial exclusivo no Discovery Channel.

O que teria a ver com DNA a história de um dono de terras em uma cidadezinha remota no estado de Indiana, nos Estados Unidos? Como este homem não está sendo investigado por negar a paternidade de alguém, só resta achar que há motivos para que o DNA o ajude: E eles existem. Principalmente porquê duas árvores de sua propriedade foram cortadas indevidamente, o que lhe causou um prejuízo de US$ 2500 em madeira. O homem chamou as autoridades locais, e estas, por sua vez, entraram em contato com o laboratório de botânica da Purdue University.

Quatro estudantes do laboratório realizaram baterias de testes genéticos em troncos que estavam em poder de uma empresa de extração de madeira que agiu nas redondezas da propriedade na mesma época em que as árvores sumiram. Através da comprovação dada pelo exame, tal como acontece em uma investigação policial de estupro, por exemplo, ficou determinado que os troncos pertenciam às árvores desaparecidas. O resultado é que o dono da madeireira teve que pagar uma indenização de US$ 9000 ao homem, que agora está refeito do prejuízo.

Exames de última geração: Ajudando a polícia em países civilizados. Será que um dia a coisa vai chegar ao Brasil?

em Etc | 297 Palavras

É Logo Adiante

Motoristas romenos agora podem contar com um serviço que não estaria descrito nem no melhor dos guias rodoviários do país: É que os cafetões locais estão instalando placas de trânsito nas rodovias com o único intuito de chamar a atenção dos motoristas desavisados para o fato de que há prostitutas adiante. Desta forma, segundo a nota do jornal Ananova, eles esperam potencializar o número de clientes, já que muitos viajantes passam direto por seus estabelecimentos, sem se darem conta de que poderiam ser atendidos por uma garota.

Essa é uma das idéias mais absurdas que eu já vi em toda a minha vida. Tão absurda que chega a ser hilária. Obviamente, a polícia rodoviária local não está gostando nada da brincadeira: As placas instaladas pelos donos de estabelecimentos são bastante parecidas com a sinalização de trânsito oficial, e as autoridades já avisaram que vão multar todos os que resolverem plantar suas indicações à beira das rodovias. Visto que as últimas placas foram reforçadas com concreto, parece que a coisa ainda vai longe, e os cafetões vão é querer pagar pra ver. Fala sério!

em Etc | 204 Palavras

Asas

Pergunte a qualquer criança do pré-primário quem foi o inventor do avião e patrono da aviação mundial, e não espere qualquer outra resposta que não seja Alberto Santos Dummont. Ao menos se você for questionar algum europeu, ou, obviamente, um brasileiro, é claro. Nós não temos dúvidas de que Santos Dummont, com seu vôo do 14-Bis, em outubro de 1906, foi o primeiro homem a conseguir fazer voar uma máquina mais pesada do que o ar: Seu avião foi capaz de voar por 60 metros a uma altura que oscilou entre os 2 e 3 metros, sem que houvesse necessidade de qualquer artifício para impulsioná-lo.

Apesar disso, como não achar também fantásticas as proezas de seus maiores concorrentes ao título de pais da aviação, os americanos Orville Wright e Wilbur Wright? Os Irmãos Wright são considerados por uma parcela da população mundial como também sendo os pais da aviação: Em 1906 conseguiram uma patente para o que chamaram de Máquina Voadora, invenção que vinham aperfeiçoando desde 1900. A diferença desta máquina para o avião de Santos Dummont é que com ela os irmãos conseguiram o recorde de permanência no ar, voando por 39 minutos, initerruptamente.

Continuar lendo

em Etc | 608 Palavras