Boas Festas!

É tempo de promover um breve hiato neste blog enquanto nos reconfortamos junto àqueles que nos querem bem e que nos amam para celebrar as festas de final de ano. Devo eu também fazer parte da magia que envolve esta época, renovando minhas esperanças e enchendo novamente meu coração de coisas boas. O Natal é isso: Renovação, uma época onde se ganham forças para continuar sempre em frente o nosso caminho.

Antes de me despedir – eu volto lá pelo dia 5 de janeiro -, gostaria de agradecer a todos os que acompanharam este humilde blog, a todos os que tiveram paciência para deixar, quando quisessem, seus comentários, e a todos os novos amigos que fiz nesta vida blogueira. A eles e a todos os amigos que conheço pessoalmente, que me toleram e me aturam, que me ajudam a tornar mais amena e feliz esta vida, meus votos de muita saúde e paz, que são as coisas mais importantes – e as únicas – que devemos pedir sempre a Deus, já que todo o resto nós podemos conseguir munidos destas duas dádivas. Um Feliz Natal, e um Ano Novo repleto de luz! Até o ano que vem. Fiquem com Deus!

em Etc | 210 Palavras

Essas Adoráveis Crianças

Estou no computador. Ouço alguém se aproximar da minha porta da frente. Logo em seguida, toca a campainha. Obviamente, como você faria, eu me levanto e vou, calmamente, abrir a porta para saber quem é. Dou uma espiada pelo olho mágico, mas não vejo ninguém. Aliás: Vejo, mas são pequenas. São crianças.

Dou um giro com a chave na porta. Elas saem correndo e – em vão – se escondem atrás de uma pilastra no meu andar, em frente à porta do vizinho da frente. Dando risada. Penso logo que fui vítima de uma brincadeira infantil. Resolvo, mesmo assim, abrir a porta e dar uma repreendida de leve nas crianças. Três, ao todo, e todas meninas.

Vou até elas e apenas as encaro, com os braços cruzados e um dos pés batendo no chão, tal qual um pai a olhar o filho depois que este apronta uma travessura. Uma das meninas resolve falar: Não fui eu, ela diz. A outra, em sua companhia, também segue o exemplo. No final, nenhuma das três confessa que cometeu o crime.

– Da próxima vez vou contar para o pai de vocês, disparo eu.

– E você por acaso sabe quem ele é?, uma delas retruca.

– Sei sim, minto eu. Mas com convicção.

Dando a batalha como vencida, dou meia-volta e entro de novo em meu apartamento. Não sem antes ouvir uma delas dizendo, ainda que baixinho: – Ai, tou morreeeeendo de medo, mesmo.

Eu mereço.

em Sem categoria | 266 Palavras

Efeito Saddam Hussein

Não quero ficar comentando aqui sobre a prisão de Saddam Hussein, que foi encontrado em um lugar que é praticamente um buraco pelas tropas americanas, mas sim sobre o fato de que notei alguns movimentos interessantes a respeito do ex-ditador iraquiano, ou motivados pelo mesmo, ou por sua prisão, que estão surgindo após esta mesma prisão. A estes eventos é que eu estou classificando de Efeito Saddam Hussein.

O primeiro dos movimentos que acompanhei através dos sites de notícias foi a exclusão do nome de Saddam da lista de descendentes do profeta Maomé. Impensável, na minha opinião, que seu nome em qualquer momento pudesse estar presente em tal árvore genealógica. Descobri, no entanto, que só esteve lá porquê ele havia obrigado os experts no assunto a falsificarem sua própria árvore, fazendo com que sua linhagem remontasse à do profeta. Coisa de falsificador mesmo. Como falsificar é crime, o castigo vem à cavalo. A decisão do presidente da União dos Ashrafs, que guarda a árvore genealógica do profeta Maomé, em excluir o nome de Saddam da linhagem saiu apenas 3 dias depois que este tinha sido encontrado.

Ao mesmo tempo em que Saddam é punido tendo sua linhagem nobre removida, outros eventos do efeito causado pela sua prisão chegam a surpreender quem toma conhecimento deles. Conhecido por suas maldades e tratamento no mínimo pouco ortodoxo aos que vivem em seu país, ainda assim há diversas manifestações populares a favor de sua volta – como se isso fosse possível. Que dirá agora uma senhora, de 70 anos, que morreu por causa da prisão do ditador iraquiano? Um parente desta senhora disse que a piora em seu estado de saúde, e a morte, por ataque cardíaco, foram causadas por uma forte depressão que começou assim que ela viu, pela TV, que Saddam havia sido preso. Mesmo as piores pessoas têm fãs, por assim dizer.

Por último, quero citar que o efeito da prisão de Saddam Hussein provoca, obviamente, movimentação neste nosso mundo 100% capitalista. Que dirá o site HeroBuilders, que lançou oficialmente sua action figure de Saddam Hussein Capturado, um boneco articulado que vem vestido com uma camiseta onde está estampado um ás de espadas, com o cabelo despenteado e com a barba por fazer? E tudo isso apenas dois dias depois do anúncio de sua prisão. Pra vocês verem como se pode correr com o lançamento de um produto, quando se é preciso.

Muito mais reações, sejam elas as mais diversas possíveis, estarão ainda por ocorrer, em minha opinião. Saddam, por pior que fosse, era um cara público. Aliás, era não. É. Continua sendo. É por isso que ele continuará sendo notícia, e provocando notícia, ainda que não se saiba ao certo por quanto tempo, agora que ele já foi preso (Ou será que não foi?). O tempo dirá, e as notícias mais estranhas, também.

em Etc | 511 Palavras

Sensação Virtual

O site de leilões americano e-Bay tirou do ar ontem (mais) uma oferta de produto inusitado, colocada por um de seus associados: A oferta correspondia à de uma namorada on-line para o Natal. Essa menina misteriosa prometeu, inclusive, escrever cartas e enviar fotos, de forma que realmente parecesse que tudo era algo real.

Independente de se tratar ou não de uma brincadeira, o fato é que o produto em questão chegou a receber, no período em que esteve on-line, um total de 18 lances. Sejam estes corações solitários, ou gente que resolveu apenas participar da brincadeira, a maior das ofertas chegou a US$ 42.

Mesmo com o anúncio fora do ar, o e-mail da misteriosa namorada foi anotado por vários internautas. à eles, agora, resta apenas escrever para Kellys_secret@bellsouth.net, e então tentar uma oferta pessoal. Quem sabe um deles não sai ganhador, não é mesmo? De qualquer forma, está já ficou sendo, pra mim, a maneira mais estranha de se arrumar uma namorada on-line…

em Etc | 174 Palavras

Operação rvore de Natal

Com certeza você já assistiu à algum daqueles desenhos animados temáticos de Natal, onde um personagem qualquer vai até o meio da floresta com seu machado, procura com afinco o que deseja e então, voilá: Corta um pinheiro e o leva até sua casa, enfeitando-o como árvore de Natal, e deixando-o do lado de sua lareira, não é mesmo? Pois bem. Na vida real, esse tipo de atitude, tão clássica e tradicional quanto possa parecer, não é lá muito bem aceita, ou tolerada. Que o digam os habitantes da Sibéria.

É por lá que aconteceu a chamada Operação “rvore de Natal”, organizada pelo governo local, e que consistiu em tratar as árvores com uma solução especial, anti-roubo. Esta solução não possui cheiro algum se o clima permanecer frio. Mas, caso seja cortada e levada para um ambiente quente, a árvore trará um Natal malcheiroso para quem o fizer. É que em locais aquecidos a substância emite um odor que chega a ser insuportável.

Parece um exagero que isso tenha sido feito? Na minha opinião, nem tanto, principalmente depois de ter ficado sabendo que as árvores siberianas levam até 30 anos para atingir uma altura que não passa de 2 metros. Realmente é muito tempo para tão pouco tamanho. Nos EUA, no estado do Novo México, por exemplo, há até regulamento pra essas coisas. Assim sendo, os ladrões de árvores siberianos têm é que ficar espertos: Se levarem uma árvore pra casa, além do mau cheiro, podem ser condenados a serviços comunitários e multa de cerca de US$ 400, caso sejam apanhados…

em Etc | 274 Palavras

HD Minúsculo

Quem acha seu próprio telefone celular um amigo inseparável e já não consegue mais viver sem ele pode dar pulos de alegria. Bom, pelo menos daqui a algum tempo, já que a Toshiba anunciou esta semana o desenvolvimento de um minúsculo disco rígido, apropriado para utilização exatamente com telefones celulares e outros pequenos dispositivos.

Antes do anúncio da Toshiba, o menor disco rígido do qual já se tinha notícia de fabricação era da Hitachi, e tinha 2,54 centímetros de diâmetro – uma polegada. Este novo desenvolvimento, no entanto, possui um diâmetro menor: Apenas 2,1 centímetros, o que não remove sua capacidade de armazenamento, que chega a ser de 2 a 3GB de dados. Tal capacidade é algo impressionante, na minha opinião, para um dispositivo deste tamanho: Dá pra armazenar mais de 30 horas de música. No entanto, ainda tem gente que não está satisfeita, pois diz que não é possível gravar filmes inteiros no HD.

De qualquer forma, imagino que num futuro não muito distante centenas, milhares de HD’s como este que a Toshiba anunciou agora estejam nos aparelhos de muita gente que eu conheço. Provavelmente, também no meu celular. Vamos agora ver quanto tempo vai levar, não é mesmo? Ah, o preço do HD da Toshiba, como é o caso em qualquer novidade que se preze, não foi divulgado ainda…

em Etc | 239 Palavras

Produtos mais magros?

Há certo tempo atrás houve muita discussão a respeito de um assunto que todos vocês devem ter visto: As indústrias fabricantes de papel higiênico reduziram a metragem dos papéis, passando a embalá-los com apenas 30 metros de folha, ao invés dos então habituais 40 metros. Muito se falou, muito se reclamou, mas o fato é que agora estes papéis continuam à nossa volta, e nada está-se fazendo para que a metragem volte a ser a anterior. Tudo bem, incorporou-se na sociedade o sinônimo entre papel higiênico e o comprimento de 30 metros. Depois, inclusive, notou-se que a maioria dos papéis em questão tem agora folha simples, ao invés da dupla, e vem em pacotes com quatro unidades. Foi um emagrecimento do produto, e o preço, principal variável a pesar no bolso do consumidor, se manteve inalterado. Quer dizer, o fabricante gasta menos com a produção, pois há menor necessidade de conteúdo, mas mantém seus lucros tais como estes eram.

Resolvi falar sobre isso porquê ontem, quando fui ao supermercado fazer compras, notei que mais alguns produtos estão entrando nesta onda. Não pude acompanhar através da imprensa se tal comportamento tem a ver com alguma nova lei (se for o caso, por favor, me esclareçam a respeito), mas aconteceu que comecei a reparar em pelo menos duas situações que me lembraram a história do papel higiênico que acabei de relatar. A primeira situação me ocorreu ao pegar uma simples lata de Nescau. Estas latas tinham, até pouco tempo atrás, 500g de peso. Lá fui eu para pegar a lata, onde lia-se novidades a respeito do produto: Agora com Actin-g (acho que era isso mesmo), um composto vitamínico mais poderoso e mais saudável. Acontece que, ao lado desta novidade, lia-se outra, menos agradável: Agora com 400g, 20% a menos. Li aquilo e me revoltei. Olhei para os lados, mas obviamente não haveria alguém ali que pudesse me explicar tal redução. De novo digo que nada li a respeito disso. Indignado, mesmo assim, coloquei a lata no carrinho, pois havia ficado sem Nescau em casa, de qualquer jeito.

Achando que pudesse viver com 100g a menos de Nescau, prossegui em minha aventura consumista dentro do supermercado. A próxima situação pela qual eu passaria estava prestes a acontecer: Fui até o balcão de congelados, comprar algum tipo de derivado de nuggets de frango, e, a começar por uma coisa, já não gostei: Haviam retirado os nuggets mais baratos, porquê todo o espaço, praticamente, foi tomado com os novos chesteres de Natal. Sendo assim, fui pegar uma caixa de nuggets da Sadia: Na caixa, outra novidade, dizendo De 375g para 300g. Ou seja, comeu-se 75g de produto, mesmo caso que já havia ocorrido com o Nescau. Mais uma redução de peso sem que tenha havido redução de peso. Se isso for uma tendência, daqui a um tempo, toda esta variação estará esquecida, e o pior: Nada poderá se fazer a respeito. Nós consumidores acabamos sendo passados para trás, sem que nada possa ser feito.

A mesma coisa pode estar acontecendo – sem que eu tenha percebido, ainda – com pastas de dente, sabonetes, refrigerantes (vejam o caso da nova Coca-Cola com 1,5 litro, cujo preço quase não compensa, em relação à sua irmã, de 2 litros) e outros produtos. O fato é: O que se pode fazer? Por enquanto, ao menos, cruzar os braços e ficar inerte à estas mudanças? Não sei onde vamos parar deste jeito… Mas também não sei quem é que, como eu, está se sentindo incomodado com a coisa. Espero que esse tipo de cenário mude, sinceramente. Me sinto, honestamente, passado pra trás.

em Etc | 651 Palavras

Entediados

Três adolescentes na Alemanha conseguiram a façanha de gastar, on-line, a quantia de 130 milhões de euros, o que, em moeda americana, equivale a aproximadamente USD 160 milhões. Entre os produtos comprados pelos três estão aviões, patentes, obras de arte e outras coisas mais.

Para conseguirem comprar tanto eles piratearam uma conta de um usuário de um site de leilões na Internet. Quando a polícia começou a investigar o caso, e lhes perguntou o porquê tinham feito tal coisa, os jovens simplesmente disseram que estavam aborrecidos. Aí está, pessoal: Apesar de fazer compras ser, às vezes, uma boa terapia contra o stress e o tédio, acredito que, por este meio, o efeito seja, no mínimo, contrário…

em Etc | 129 Palavras

Saturday, the Thirteenth

O sábado parece sexta – e sexta-feira 13 – quando se tem que acordar cedo pra vir trabalhar, não é mesmo? Compensação de final de ano é isso: às vésperas do Natal, um dia de trabalho em fim-de-semana. O dia todo. Expediente normal. Santo azar, Batman!

em Sem categoria | 48 Palavras

Rena Solar

O espírito de Natal, nesta época, certamente toma conta de tudo e de todos. Inclusive da NASA, que divulgou esta semana uma foto que mostra uma rena passeano pelo Sol. Obviamente, trata-se de uma mancha solar um pouco mais forte, cujo contorno lembra muito o animal.

Uma coisa interessante, além do contorno da mancha, realçado pelos americanos, é que na verdade ela exibe um buraco na estrela. Para que se tenha uma visão disto, no entanto, é necessário observar o astro com uma extrema luz ultravioleta. Cada coisa que o pessoal inventa, hein?

em Etc | 96 Palavras

Luz Congelada

Em sua busca por façanhas cada vez mais inacreditáveis, os cientistas têm conseguido realizar proezas nunca antes imaginadas por qualquer ser humano na face da Terra. Que se poderá dizer, então dos cientistas da Universidade de Harvard, nos EUA, que conseguiram congelar um feixe de luz por alguns centésimos milionésimos de segundo? A aplicação de uma experiência como esta pode parecer incerta, mas segundo o que diz a reportagem, isso pode ajudar, no futuro, a desenvolver supercomputadores ainda mais potentes.

Conter partículas de luz para armazenar e processar dados poderá auxiliar a produzir os ainda distantes computadores quânticos, assim como métodos de comunicação e transmissão de informações a longa distância sem o risco de espionagem. A pesquisa também poderia ter aplicações no aperfeiçoamento da comunicação convencional por fibra ótica, assim como técnicas de processamento de dados que usam a luz como portadora da informação.

Seja como for, essa descoberta está certamente entre uma das coisas mais malucas que eu já vi em toda a minha vida

em Etc | 187 Palavras

Invasores Espaciais

Durante a minha infância, como provavelmente muitos de vocês também o fizeram, joguei bastante Atari. Além da própria lembrança me trazer saudades em si, me lembro também de determinados jogos que me fizeram ter tendinites leves, como era o caso de Megamania, River Raid, e outros. Minha mãe, inclusive, eu me lembro, chegava a engessar o braço diversas vezes de tanto jogar essas coisas.

Uma notícia veiculada no Omelete me fez lembrar de outro joguinho que se encaixava no gênero que nos fazia sofrer com as mãos: Space Invaders, aquele clássico onde com uma simples nave e três escudos que se destruíam, sua missão era defender a terra de alienígenas invasores impiedosos e seus tiros destrutivos. O jogo, lançado em meados de 1978, fez tanto sucesso que hoje, pela Internet, pode-se encontrar vários sites que falam sobre o game, que está completando 25 anos de idade (acho que estou realmente ficando velho).

De qualquer forma, a notícia em questão é sobre o relançamento do jogo em seu formato original, as máquinas de fliperama: A Taito, fabricante do Space Invaders (e de outros clássicos, como Arkanoid, por exemplo), disse que irá vender dez mil unidades do jogo nos EUA, sendo que a única diferença com relação ao original será o preço da ficha: Há 25 anos ela custava 25 centavos. Agora, serão 50 centavos. Dinheiro muito bem investido, por sinal. Me deu água na boca. Será que por um acaso a Taito não quer estender o lançamento aqui no Brasil também? E os fãs daqui, como ficam?

Dica: Ah, falando em Space Invaders, se você quiser um clone praticamente perfeito do jogo, experimente esse aqui: Ele é feito para DOS, mas roda do Windows. Para movimentar a nave, use o CTRL e o ALT da direita, e para atirar, pressione o SHIFT da esquerda. Vale a pena, e o jogo tem só 49kb.

em Etc | 337 Palavras

A Cura… ou não!?!

Quando ficamos doentes vamos logo ao médico, de forma que este possa nos receitar algum tipo de remédio que nos faça nos sentirmos melhor, não é mesmo? Em contrapartida a este fato, há sempre aquela velha história de que, para males menores, não há remédio. Eu explico: Quantas vezes você já ficou gripado e tudo o que ouviu foi “gripe é assim mesmo, sem remédio, 7 dias, com remédio, 1 semana”? Pois bem, parece que, para a maioria das pessoas, não é apenas para a gripe que não há remédio.

É que o laboratório GlaxoSmithKline, britânico, divulgou hoje um relatório que afirma que os remédios não atuam na maioria dos pacientes em que são aplicados: Segundo o vice-presidente da divisão de genética do laboratório, Allen Roses, “a grande maioria dos medicamentos – mais de 90% – age apenas em 30% a 50% dos pacientes”. Isso quer dizer, por exemplo, que remédios para o Mal de Alzheimer funcionam em 1 a cada 3 pacientes, e que remédios para câncer funcionam em apenas 1 quarto da população em que são aplicados.

Isso ocorre, segundo ele mesmo explica, devido à uma espécie de resistência genética encontrada no próprio organismo dos indivíduos, que impede que os remédios atuem da maneira correta. Um exame de DNA poderia identificar nos pacientes quais seriam os medicamentos eficazes para cada indivíduo. Assim os doentes seriam medicados apenas com remédios que efetivamente lhe trouxessem algum alívio e melhora. Essa história toda me parece uma maluquice, mas por muitas vezes, enquanto tomava remédios, tive mesmo a sensação de que, ou eles não funcionavam, ou demoravam a fazer efeito. Alguma relação com esse fato isso deve ter, não é mesmo?

em Etc | 307 Palavras

Bungee Jump Movido a lcool

Que direção e bebida são uma combinação mortífera, todos já sabem, ou ao menos, deveriam saber. Agora, que pular de bungee jump e beber também o são, a gente não sabia. Pelo menos não até agora, já que na Nova Zelândia, um homem de 30 anos de idade, cujo nome não foi revelado, sobreviveu a um salto de bungee sem a corda de segurança, que é um equipamento mais do que obrigatório.

O homem decidiu pular sem equipamento pois a equipe que cuidava da plataforma de saltos localizada em North Island, próxima do Rio Waikato, não o tinha deixado pular normalmente, já que ele havia consumido pequenas doses de bebida alcóolica. Sendo assim, ele passou pela segurança e se atirou de uma altura de 154 pés, caindo dentro do rio. Ficou inconsciente e foi resgatado pela polícia. Embora não se saiba de seu estado de saúde, ainda, as autoridades não o irão indiciar pelo fato.

Além de louco, este homem tem é sorte… Já pensaram?

em Etc | 184 Palavras

Pegando uma Corzinha

Essa notícia é, na minha opinião, interessante principalmente às mulheres: Da Universidade de Sidney, na Austrália, vem a notícia de que acaba de ser desenvolvido o primeiro implante de bronzeado do qual se tem notícia na história. Na verdade, trata-se de um remédio chamado Melanotan, que, ao ser implantado em voluntários de um estudo, produziu bronzeado em sua pele em cerca de três semanas, inclusive aumentando a quantidade de melanina presente no organismo das mesmas.

Para as pessoas que têm a pele mais clara, como é o meu caso, por exemplo, e o de muita gente que vai à praia mais para ficar vermelha do que qualquer outra coisa, o remédio traz outra novidade interessante: Ele protege contra queimaduras do sol. Os indivíduos testados neste caso apresentaram 50% menos queimaduras do que tinham antes do implante. O bronzeado gerado pelo medicamento dura três meses, e não é necessário se expôr ao sol. Embora tudo indique que se trata de algo que, se lançado no mercado, se tornará um sucesso de vendas, há médicos preocupados com o caso.

Lesley Walker, do Cancer Research UK (centro de pesquisas sobre câncer na Grã-Bretanha), afirma na reportagem que estudos com melanina têm sido feitos para curar doenças da pele, como vitiligo e outras. Se o Melanotan for oferecido ao público em geral, muita gente vai achar, erradamente, que está protegida das queimaduras do sol, deixando de usar protetor solar. Conhecendo vários casos assim, eu não duvido nada. E você? Trocaria a piscina, ou a praia, por uma alternativa artificial?

em Etc | 277 Palavras

Entrando pra história… da matemática

Um número que tem mais de 6 milhões de dígitos. Pra ser mais exato, ele foi descoberto com exatamente 6.320.430 deles, se tornando o mais longo número primo já encontrado na história da matemática. Seu descobridor é Michael Shafer, de 25 anos, estudante de engenharia química da Universidade Estadual de Michigan, nos EUA. O motivo que levou Michael à descoberta foi sua participação em um programa chamado GIMPS, o Great Internet Mersenne Prime Search, que procura por números primos especiais, os Mersenne Primes, números que têm a forma 2p – 1, onde p é outro número primo.

O GIMPS, algo que eu não conhecia, pareceu-me uma idéia genial, visto que se trata de um programa freeware que é instalado por seus voluntários em seus computadores, seja para testar a capacidade do hardware, seja pela curiosidade matemática de quem o instala. Tecnicamente falando, trata-se de (mais) um exemplo de programa de computação distribuída, uma das áreas mais interessantes dentro dos campos disponíveis na Ciência da Computação. A computação distribuída pode fazer com que grandes cálculos, como este dos números primos, sejam efetuados em um curto espaço de tempo. Para encontrar o número primo em questão, por exemplo, foram gastos dois anos. Parece muita coisa, mas, se a questão fosse realizar esta mesma pesquisa sem este tipo de recurso computacional, o tempo gasto seria infinitamente maior, atravessando gerações. Ponto para a computação…

em Etc | 254 Palavras